O Governo brasileiro está a ultimar um plano nacional para a banda larga que prevê a cobertura total do território num prazo de cinco anos, um projecto que face aos avultados investimentos necessários, deverá contar com a participação do sector privado.

Segundo o ministro brasileiro das comunicações, Hélio Costa, em entrevista à Reuters, o plano vai custar cerca de 10 mil milhões de reais (3,8 mil milhões de euros), um valor que nenhuma empresa estatal poderá garantir por si só.

De acordo com a proposta, o Governo pretende oferecer incentivos fiscais, financiamentos com taxas de juro baixas e estabelecer parcerias com empresas privadas.

Quando estiver no terreno, o plano supõe que o custo mensal do acesso à Internet através de banda larga no Brasil se situe nos 9,90 reais (3,8 euros).

O governo de São Paulo tinha lançado recentemente uma oferta de banda larga com o preço de 29,90 reais por mês, um valor pode ser bom para essa região, mas que na opinião do ministro brasileiro das comunicações é demasiado alto se consideradas os estados mais pobres do país.

"É um projecto do próprio Presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, na última etapa do seu governo, quer estabelecer, no mínimo, a implementação da primeira fase de um Plano Nacional de Banda Larga", afirmou Hélio Costa.

Nota de Redacção: A conversão do valor de investimento foi corrigida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.