A BT anunciou hoje a disponibilização do primeiro serviço de convergência fixo/móvel que permite aos utilizadores usarem um único equipamento para comunicar via rede móvel e rede fixa. O BT Fusion vem sendo desenvolvida pela operadora britânica há cerca de dois anos e o seu lançamento marca uma etapa fundamental na estratégia de convergência definida pela operadora, que promete poupanças de custos significativas.



Para já o BT Fusion, que durante o desenvolvimento foi conhecido como Project Bluephone, está disponível para um grupo de 400 utilizadores early-adopters. O lançamento comercial para o mercado residencial está previsto para Setembro deste ano e o primeiro pacote para empresa deverá surgir no início de 2006. Para já a empresa não apresenta estimativas de clientes, embora aponte para um mercado potencial de 1,4 milhões de clientes, número que acumula nos serviços de banda larga.



Para usar o serviço os utilizadores devem ter uma ligação Internet de banda larga e uma linha fixa da BT. Na adesão ao BT Fusion o cliente recebe de forma gratuita o Motorola V560, escolhido para arrancar com a oferta, e o hub que assegura o switch da rede móvel para a rede fixa. Na rua o equipamento móvel estará ligado à rede da Vodafone e quando o utilizador chega a casa (a menos de 25 metros do hub) a ligação a um modem através de bluetooth permitirá passar a chamada para a rede fixa.



A operadora garante que a troca de uma para outra rede pode acontecer mesmo durante uma chamada sem que o utilizador perceba e explica que a tarifação de chamadas é sempre feita tendo em conta o ponto de origem da mesma. Ou seja, se o utilizador iniciar uma chamada em casa e entretanto se deslocar para a rua o custo final em minutos é totalmente contabilizado enquanto chamada fixa. De destacar que o hub aceita um máximo de seis utilizadores e de três chamadas em simultâneo.



O modem que assegura a ligação à rede fixa tem também conectividade Wi-Fi pelo que permite a ligação a PCs wireless, laptops, consolas de jogos, impressoras ou mesmo a equipamentos móveis com ligação Wi-Fi, quando estes estiverem disponíveis no mercado.



A tarifação do serviço, que é na opinião de analistas a grande condicionante para o sucesso do projecto, foi definida em dois modelos distintos. O Fusion 100 oferece aos utilizadores 100 minutos de chamadas mensais por 14,9 euros, enquanto o Fusion 200 oferece 200 minutos de chamadas mensais por 22,5 euros.



De sublinhar que a BT cobra actualmente aos seus clientes de banda larga 27 euros pela ligação DSL e 15 euros pela linha telefónica, valores que se mantêm.



Tecnicamente o incumbente inglês poderia abrir o serviço a clientes de banda larga de outros ISPs mas para já a empresa garante que a hipótese não se coloca. A prazo esta poderá ser uma possibilidade, adiantou Ian Livingstone da BT Retail em conferência de imprensa, cita o VnuNet. No mesmo encontro a empresa admitiu que a prazo poderá vir a usar os seus hot spots para garantir cobertura do serviço na rua.



A BT tem vindo a fazer fortes investimentos na área da voz sobre IP e apostado em parcerias para expandir a sua infra-estrutura de banda larga numa tentativa de compensar a perda de receitas da rede fixa. A oferta que agora lança é a primeira do género e é vista como um movimento ousado sobretudo porque parte de um operador histórico.



Notícias Relacionadas:

2004-07-16 - BT lança serviço de VoIP combinado com o Yahoo! Messenger

2003-07-30 - British Telecom reentra no negócio móvel utilizando rede da T-Online

2002-04-10 - BT volta a investir em iniciativas de mobilidade

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.