A CP e a Vodafone assinaram hoje um protocolo de cooperação para implementar um sistema de gestão operacional aplicável aos comboios de passageiros e mercadorias. O Train Office foi desenvolvido pela Efacec, com base em tecnologia GSM (através da rede Vodafone) e permitirá à CP gerir a sua frota circulante, definir parâmetros online, localizar e gerir movimentos de carruagens, vagões e material motor.



Ao todo, serão equipadas mais de 200 locomotivas e 260 carruagens, que estarão ligados a centros de operações com funções de coordenação e controle das operações.



Numa primeira fase, já concluída o Train Office permite a elaboração e controlo das declarações de expedição, disponibilização de informação ao cliente sobre a localização das mercadorias e estimativas de prazos de entrega (através de GPS). Por seu lado, o centro de operações está já preparado para ter acesso à circulação dos comboios, com os quais se pode manter em contacto permanente, via telefone.



Estão já equipadas com computador de bordo 52 locomotivas, apoiadas por um centro de monitorização e nove centros de coordenação e gestão, "num investimento que rondou os 2 milhões de euros", explicou o chefe de projecto da CP, Pedro Carreira.



Numa segunda fase "pretende-se que seja trabalhado um maior volume de informação, criando um sistema de telemetria capaz de disponibilizar informação sobre as mercadorias transportadas, informações técnicas sobre o estado dos veículos, entre outras funcionalidades", explicou o responsável.



Nesta fase, que deverá estar concluída daqui a nove meses, "esperamos que esta ferramenta desempenhe também funções na área de gestão de recursos humanos e na área da gestão técnica", avançou Pedro Carreira. Para concluir o projecto será necessário um investimento adicional de 2,2 milhões de euros, que servirá para implementar mais cinco centros de gestão, instalar computadores de bordo em 110 locomotivas e tags de identificação em 260 carruagens.



As empresas não afastam a possibilidade de vender a ideia, que foi concebida com base no modelo dos serviços de gestão ferroviária americanos, a outros países europeus, caso se alcance o sucesso previsto



Notícias Relacionadas:

2003-04-07 - Vodafone quer facilitar utilização de dados a clientes empresariais

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.