Desde o início da pandemia de COVID-19, e o confinamento das pessoas em toda a Europa, o acesso à internet a partir de casa aumentou cerca de 30% e os serviços de vídeo são os principais impulsionadores desse crescimento. Isso fez com que a procura de equipamentos de reforço de sinal de internet tenha crescido, em especial os adaptadores powerline Magic 2 da Devolo, explicou ao SAPO TEK Marcel Schüll, diretor de marketing da Devolo AG.

“Devido ao confinamento as pessoas entenderam que precisam de um bom backbone para as suas redes domésticas […] com o trabalho em casa e a telescola, os utilizadores precisam de mais velocidade e as pessoas estão fartas de internet lenta”, explica, lembrando que os números indicam que em cada casa há 9,3 equipamentos WiFi. A tendência é semelhante em toda a Europa, afirma o diretor de marketing da empresa, embora sem detalhar números de vendas.

Não é só a velocidade da internet que se contrata com o operador de comunicações que interessa para conseguir ter uma largura de banda que suporte todas as exigências do teletrabalho, telescola, serviços de streaming e utilização intensiva de aplicações. A forma como o sinal é distribuído dentro de casa é um dos elementos chave, e é nesse espaço que a Devolo se posiciona, com tecnologia que quer garantir o melhor backbone de internet em casa, como adiantou Marcel Schüll.

A empresa continua a desenvolver a tecnologia e hoje anunciou três novos produtos que vão chegar ao mercado nos próximos meses, em junho e agosto, reforçando a oferta da Devolo com a integração de tecnologia Mesh WiFi e MO-MIMO multiutilizador nos equipamentos powerline, com os novos Magic 2 WiFI Next que se ligam à tomada elétrica, e nos repetidores WiFi com o Devolo WiFi Repeater+ ac.

“Combinamos o melhor de dois mundos, com a internet rápida e a facilidade de instalação de um Mesh WIFi plug and play”, defende Marcel Schüll que garante que a Devolo vai continuar a evoluir neste ecossistema, sempre apostando na melhor tecnologia e nos protocolos de ligação mais seguros, garantindo que os utilizadores conseguem rapidamente instalar e usar os seus produtos, mesmo sem conhecimentos técnicos, e que existe a melhor interligação para as ligações serem fiáveis mesmo com as exigências atuais das famílias que estão em casa devido à pandemia da COVID-19.

As palavras chave para a qualidade da tecnologia podem não ser fáceis de entender para os utilizadores não técnicos mas a adição Access Point Steering e do MU-MIMO na nova geração de produtos powerline vem trazer melhorias significativas à utilização do WiFi dentro de casa, com a possibilidade de se manter sempre ligado mesmo quando se desloca entre zonas cobertas com repetidores diferentes e a saída de 4 canais em simultâneo para diferentes dispositivos.

O Magic 2 WiFi next vai ser lançado em junho em três configurações desde o Starter Kit ao Multiroom kit, com preços entre os 130 e 300 euros, combinando as funcionalidades Mesh WiFi com a tecnologia powerline (PLC). Os terminais usam a mais recente versão da norma G.hn que permite velocidades de transmissão de até 2.400 Mbps, e suportam MIMO multiutilizador e access point steering.

Outra opção mais barata, mas puramente potenciada pelo WiFi, é o WiFi Repeater+ ac que foi desenhado para aumentar o sinal de rádio do router, introduzindo a tecnologia Wi-Fi Mesh e suportando uma velocidade até 1,2 Mbps nas várias divisões da casa. A Devolo juntou a tecnologia de beam forming e repetição de banda cruzada (crossband repeating) para maior estabilidade de utilização das bandas de frequência de 2,4 GHz e 5 GHz. O novo repetidor da Devolo traz também duas portas LAN e uma tomada elétrica integrada para uma solução mais flexível.

Para além destes dois novos produtos que qualquer pessoa pode instalar, e configurar com a ajuda da aplicação, a Devolo tem uma opção mais profissional que deve ser instalada por um eletricista e que garante automaticamente pontos de acesso internet em todas as tomadas com uma velocidade de 2.4 Mbps, onde se podem depois ligar outros produtos da série Magic, mesmo os das primeiras gerações.

“A melhor qualidade de internet será sempre a que nos chega através de cabo, por isso as soluções com ethernet são mais fiáveis, mas juntámos o melhor do WiFi para mais flexibilidade”, defende Marcel Schüll, dizendo que muitas vezes as pessoas olham para o preço sem considerar todas as características dos equipamentos e que vale a pena apostar na melhor tecnologia, porque isso faz a diferença no momento em que é preciso ter uma melhor rede doméstica.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.