A Walt Disney e as operadoras norte-americanas sem fios AT&T Wireless e Sprint PCS revelaram hoje que assinaram acordos com vista a gerar receitas para a empresa do Rato Mickey e atrair assinantes para novos serviços de comunicações móveis, informou a agência Reuters.



O Grupo de Internet da Disney e a AT&T Wireless afirmaram que lançaram três programas de subscrição destinados ao serviço mMode da operadora - baseado no iMode da japonesa NTT DoCoMo -, disponível em telemóveis com ecrãs a cores e correndo em redes de voz e dados do tipo GPRS.



O programa "Disney's Magic Kingdom" irá oferecer gráficos e jogos a cores, ao passo que o "Disney's Fun for Families" disponibilizará conselhos para pais e serviços de entretenimento dos programas do canal televisivo Disney TV. Por fim, o "City Lounge" fornece críticas e horários de exibição de filmes, entre outras funcionalidade. Cada um irá custar 3,99 dólares por mês (4,07 euros).



A estação televisiva de desporto ESPN da Disney irá também disponibilizar o seu próprio produto mMode, o "myESPN", através da AT&T Wireless. Custando 2,99 dólares (3,05 euros) por mês, o serviço oferece estatísticas em tempo real dos jogadores, notícias sobre equipas desportivas, relatos de lesões e dados sobre pontuação para eventos desportivos.



Ao mesmo tempo, a Disney e a Sprint anunciaram que os conteúdos da empresa multimédia vão passar a estar disponíveis no novo serviço Vision da operadora móvel, que se baseia numa rede avançada de dados de alta velocidade. De acordo com a Disney, os clientes da Sprint podem efectuar downloads de melodias de toque e screen savers, entre outros conteúdos, por um preço entre um e dois dólares (entre 1,02 e 2,04 euros) cada e jogos por um preço entre três e quatro dólares (entre 3,06 e 4,08 euros) por cada título.



Conteúdos para dispositivos sem fios como melodias de toque e jogos obtiveram uma grande popularidade em mercados mais maduros no que se refere às comunicações móveis, como o Japão e a Europa, mas as operadoras norte-americanas esperam que ofertas semelhantes obtenham também êxito nos Estados Unidos, onde os telefones celulares são tradicionalmente mais utilizados para fins utilitários e não de entretenimento.



A Disney afirma que já alcançou até agora mais de 2,5 milhões de assinaturas pagas para os seus serviços móveis na Ásia e na Europa.


Notícias Relacionadas:

2000-08-28 - Disney em I-Mode

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.