Após dois anos de preparação, o domínio de topo .tel começou a ser vendido. Ao contrário dos restantes domínios de topo, o .tel vai permitir a indivíduos e empresas "guardar toda a sua informação de contacto no DNS (Domain Name System) sem a necessidade de criar, alojar ou gerir um site", explica em declarações citadas pela imprensa internacional a Telnic, empresa que gere o domínio.

O tratamento das questões de privacidade é outra diferença do .Tel relativamente aos restantes domínios de topo, ao permitir a definição de restrições no acesso à panóplia de dados que o proprietário de um nome de domínio ali partilha.

Os promotores do domínio de topo acreditam que este será um concorrente directo dos serviços de directório, já que basicamente irá também criar uma base de informação online com dados relativos a organizações e particulares. De um simples contacto telefónico, a um registo de localização, endereços do Skype, ou ID no Twitter.

A informação de cada registo de domínio em .tel pode ser visualizada em qualquer tipo de dispositivo e como admite a entidade promotora, a forma como o domínio foi pensado assenta na expectativa de vir a tirar cada vez mais partido de novos canais de comunicação e formas e acesso à Internet.

Até ao próximo dia 2 de Fevereiro o registo em .tel mantém-se restrito aos proprietários de marcas registadas, segue-se outra fase de comercialização ainda limitada. A venda sem restrições começa a ser feita a partir de 24 de Março.

Para o próximo ano a Telnic planeia lançar uma espécie de páginas amarelas do .tel, onde vão constar todos os contactos registados no domínio.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.