A Comissão Europeia divulgou recentemente um estudo de acompanhamento à implementação do open source nas empresas europeias. O documento admite que "na maioria dos casos" a migração para software de código aberto é benéfica para as empresas e a prazo permite poupanças de custos.



O documento foi preparado tendo em conta a observação de projectos europeus em seis Estados-membros e marca pontos a favor do Open Source, matéria em que a CE se tem mantido cautelosa na posição, mas atenta.



Exemplo disso é a extensão recente do portal criado para promover a interoperabilidade entre aplicações de código aberto, o Open Source Observatory and Repository, ou no apoio de 3 milhões de euros ao projecto SQO-OSS criado para testar a qualidade do software livre.



"As nossas conclusões apontam para o facto de, na maioria dos casos, uma transição para o open source gerar poupanças nos custos de propriedade a longo prazo", refere o relatório da autoria de docentes da Universidade das Nações Unidas em Maastricht, na Holanda.



O mesmo documento sublinha o facto de existirem no mercado várias opções não proprietárias capazes de oferecer funcionalidades idênticas às das soluções proprietárias, como o OpenOffice.org, suite de produtividade que dispõe de ferramentas idênticas às que se incluem no Office e que é de acesso gratuito.



"O Open Office tem todas as funcionalidades que os escritórios precisam para criar documentos, folhas de cálculo ou apresentações", adianta ainda o relatório que destaca a estabilidade da suite.



Como precaução o estudo deixa apenas duas referências a considerar pelas empresas que estejam a avaliar uma migração para o software livre: numa primeira fase os custos da mudança serão significativos, tendo em conta a necessária despesa com formação. Os custos com a mão-de-obra podem também subir por exigências dos colaboradores relacionadas com a adaptação à mudança, elenca a C|Net que divulga o estudo.



A Microsoft tem-se esforçado para argumentar contra os benefícios de uma migração para software não proprietário. A face mais visível desse esforço é a campanha Conheça os Factos onde são fornecidos casos práticos de empresas que não pouparam com a mudança e estudos de consultoras internacionais, patrocinados pela empresa de Bill Gates.



Notícias Relacionadas:

2006-04-20 - Campanha "Obtenha os factos" da Microsoft ganha novo fôlego

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.