As ofertas suportadas em fibra ótica (FTTH/B) foram responsáveis por cerca de seis em cada 10 novos assinantes do serviço de televisão por subscrição entre abril e junho, segundo dados da Anacom. As ligações de fibra até casa do cliente representaram (DTH) cerca de 10% do total.

No final do segundo trimestre deste ano, o número total de assinantes do serviço de televisão por subscrição rondava os 2,85 milhões, o que representa um acréscimo de 42 mil clientes face ao trimestre anterior, e de 197 mil face ao período homólogo.

Os serviços de distribuição de TV por cabo, com 1,428 milhões de clientes, representavam 50,2% do total de assinantes de televisão por subscrição, menos 0,7 pontos percentuais que o registado no trimestre anterior.

O DTH (direct to home), com 676 mil clientes, somava 23,7% do total, enquanto as outras tecnologias tinham 551 mil clientes, correspondendo a 19,4% do total.

O peso do FTTH/B (fiber-to-the-home/building) que registava 192 mil clientes, aumentou cerca de 0,8 pontos percentuais, representando agora 6,8% do total de assinantes.

No segundo trimestre, considerando o total de famílias clássicas, o número de assinantes de TV por subscrição correspondia a cerca de 72,2 assinantes por cada 100 famílias.

Em Junho, o Grupo Zon/TV Cabo continuou a deter a quota mais elevada de assinantes de TV por subscrição, de 55,8%, e a PTC manteve-se como o segundo maior operador de TV por subscrição com uma quota de 32,3% dos assinantes. O terceiro maior operador continua a ser a Cabovisão, com uma quota de 9%.

A Anacom faz igualmente as contas em termos de receitas, referindo que no período em análise, as individualizáveis (provenientes de ofertas stand-alone ou de pacotes multiple play cuja componente de televisão é individualizável) do serviço de TV por subscrição originaram cerca de 303 milhões de euros, valor que representa uma quebra de 9,1 % face ao período homólogo.

Deste total, cerca de 58,3% corresponderam a receitas de TV por cabo, 30% a DTH e os restantes 11,7% a outras tecnologias.

Quanto às receitas não individualizáveis de pacotes de serviços que integram o serviço de TV por subscrição, estas atingiram 158,3 milhões de euros, mais cerca de 64,4% do que em 2009 e provêm essencialmente de pacotes triple play, que são também os que têm crescido mais em termos de número de assinantes, relativamente ao período homólogo.

Escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.