http://imgs.sapo.pt/gfx/91957.gif

A Nokia, Motorola e Ericsson continuam a ser os fabricantes de telemóveis do mercado que mais se destacam da concorrência, segundo a empresa de estudos de mercados Gartner Dataquest. Mas, esta consultora demonstrou num relatório recentemente publicado sobre as comunicações móveis mundiais, que houve um decréscimo de vendas de nove por cento, assistindo-se à venda de cerca de 94,4 milhões de unidades, no terceiro trimestre de 2001.

Depois de anos de rápido crescimento, três dos cinco maiores fabricantes de telemóveis têm constatado um decréscimo nas vendas, de acordo com a análise efectuada pelo Gartner Dataquest (ver gráfico em anexo), devido a uma dificuldade de transição da indústria, que fez com que a procura dos terminais móveis caísse em 2001.


"A indústria dos telemóveis tem sofrido o impacto de atrasos consecutivos na disponibilização de terminais GPRS, para além de sofrer o efeito difundido pelo abrandamento económico em regiões, como a América Latina, onde as ligações móveis cresceram significativamente", concretizou Bryan Prohm, analista sénior do grupo de pesquisa das comunicações móveis mundiais do Gartner Dataquest.


"Ainda mais importante disso tudo foi o desempenho surpreendente do mercado da Europa Ocidental, que após um desenvolvimento sem precedentes, verificou uma queda do segundo trimestre para o terceiro trimestre de 2001", reforçou também Ben Wood analista sénior do grupo de pesquisa das comunicações móveis mundiais do Gartner Dataquest.

A Nokia parece continuar a ser líder de mercado nas vendas mundiais, mas no terceiro trimestre de 2001 também sentiu uma redução das vendas, atribuído à estagnação do mercado da Europa Ocidental, de acordo com aquela consultora.
"A Nokia mantêm o aspecto de produtos mais antigos, comparando com os fabricantes líderes, um desenvolvimento que resultou da perda de quota de mercado GSM para concorrentes com designs mais contemporâneo", referiu Bryan Prohm.

No caso da Motorola a tendência foi inversa, aumentando a quota de mercado no terceiro trimestre. Os analistas do Gartner Dataquest afirmam que o ressurgimento da Motorola não está limitado por alguns produtos ou por uma região específica, tornou-se um fenómeno global alargando-se a todas as tecnologias e regiões.

A Samsung encerra o grupo dos "três grandes fabricantes", surgindo à frente da Siemens que está no número quatro do ranking mundial. Os analistas da Gartner Dataquest referem que a Samsung continua a aumentar a quota de mercado na Europa Ocidental, tendo apostado no lançamento do mercado de produtos nas Américas baseados em GSM e em Time Division Multiple Access - TDMA -(uma tecnologia usada nas comunicações de telefones digitais celulares, que divide cada célula de um canal em três slots de tempo, tendo em vista o aumento de dados que podem ser transportados).

A Ericsson, por sua vez, também assistiu a um decréscimo das vendas no terceiro trimestre, mas a companhia está bem posicionada para o futuro. "A Ericsson introduziu um leque de terminais móveis, muito deles receberam críticas positivas dos consumidores sendo a resposta às suas necessidades", afirmou Bryan Prohm, acrescentando que "o lançamento oficial da joint venture da Sony Ericsson Mobile Communications no quarto trimestre de 2001 pode fazer com que esta empresa dobre a sua quota de mercado e se torne no terceiro fabricante a nível mundial", concluiu.

Notícias relacionadas:

2001-09-05 - Relatório da Gartner considera SAP Portals líder em soluções de portais

2001-01-26 - Ericsson vai deixar de fabricar telemóveis

2000-09-20 - Três grandes dos telemóveis têm mais de 50% do mercado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.