A Ericsson alega que a Apple está usar tecnologias suas que não licencia. Tem tentado chegar a acordo com a empresa da maça, propondo um acordo global de licenciamento, mas garante que o prazo da oferta acabou e leva o caso para a justiça.



Depois dos Estados Unidos, avança agora com processos judiciais na Alemanha, Reino Unido e Holanda. As ações reclamam uma violação dos direitos de propriedade intelectual da Ericsson relacionados com tecnologias 2G e 4G.



"A Apple continua a fazer dinheiro com a tecnologia da Ericsson sem ter uma licença válida para o efeito", sublinha Kasim Alfalahi, responsável pela área de propriedade intelectual da Ericsson, citado pela Reuters.



De acordo com estimativas apresentadas quando a Ericsson moveu o primeiro processo nos Estados Unidos, a empresa vai reclamar qualquer coisa como 250 a 750 milhões de dólares anuais para acertar as contas com a Apple.



Recorde-se que no ano passado a Ericsson moveu um processo semelhante contra a Samsung que acabou por ganhar. As duas empresas entraram em acordo para resolver a disputa e a Samsung pagou à Ericsson 650 milhões de dólares e foi obrigada a saldar as dívidas de royalties relativas aos anos em que usou as tecnologias da fabricante sem as licenciar.



A Apple tem resistido aos pedidos da Ericsson alegando que as tecnologias em causa não contribuem para os standards da indústria e como tal os valores pedidos pelo seu licenciamento não se justificam.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.