O Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicação Comercial pediu à TMN a cessação imediata da campanha publicitária onde a operadora afirma ter a melhor e maior cobertura nacional 4G.



A campanha da operadora móvel do grupo PT foi alvo de uma queixa apresentada ao ICAP pela Vodafone, que se considera lesada com a mensagem transmitida e defende que esta pode induzir o consumidor em erro.



Na sequência da queixa, o Júri de Ética Publicitária do ICAP analisou a questão e concluiu que esta "configura publicidade comparativa ilícita e enganosa e atenta contra os direitos dos consumidores", relata a operadora, que numa nota de imprensa se congratula com a decisão do ICAP.



No site oficial deste organismo de autorregulação, criado pela indústria, ainda não foi divulgada a decisão que a Vodafone revela na nota à imprensa. As últimas decisões publicadas também envolvem uma campanha publicitária do grupo Portugal Telecom, mas com a marca Meo.



Neste caso anterior o ICAP determinou que o grupo liderado por Zeinal Bava retirasse do ar uma campanha onde se afirma que o Meo é líder nacional no triple play. Os dados usados pela PT para suportar a afirmação não são consensuais e depois de motivarem uma nota da Anacom, acabaram por servir também de base à queixa apresentada pela Zon junto do ICAP.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Cristina A. Ferreira

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.