A Greenpeace enviou um comunicado à imprensa em que mostra o seu desagrado quanto ao facto da Apple não ter aproveitado a reformulação 3G do seu iPhone para o transformar num dispositivo mais amigo do ambiente.




Tendo por base as especificações disponibilizadas online pela Apple, a organização ambientalista refere que enquanto produtos lançados recentemente pela fabricante, como o MacBook Air e o novo iMac, registaram progressos na redução de componentes tóxicos como o PVC ou os BFR comparativamente às versões anteriores, o iPhone 3G não regista qualquer melhoria face aos problemas apontados à primeira geração do gadget.




A Apple, juntamente com outras fabricantes, havia-se comprometido junto da Greenpeace em deixar de usar PVC e BFR na sua linha de produtos até ao final de 2008, iniciativa que, segundo a organização ambientalista, já está em marcha em empresas como a Nokia ou a Sony Ericsson.




"O iPhone pode ser duas vezes mais rápido e custar metade do preço, mas não continua a ter os mesmos químicos tóxicos do modelo anterior? Pelas especificações do iPhone, descritas no site da Apple, parece-me que o 'G' no novo iPhone 3G não significa de todo 'green'", acusa um dos responsáveis da Greenpeace no comunicado.




Notícias Relacionadas:

2008-06-25 - Sony entre as empresas mais amigas do ambiente


2008-05-20 - Greenpeace diz que consolas jogam sujo
2008-03-19 - Toshiba e Samsung eleitas pela Greenpeace as mais amigas do ambiente

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.