O Japão, a Coreia do Sul e a China estão a desenvolver conjuntamente uma rede Internet baseada na norma IPv6, com o objectivo de estabelecer o protocolo na Ásia, notícia o diário económico japonês Nihon Keizai Shimbun, citado pela AFP.



Trabalhando em conjunto, os três países asiáticos pretendem liderar na área das tecnologias em desenvolvimento para um mundo onde todos os equipamentos estejam ligados à Internet.



"O governo japonês discutiu o IPv6 com a China e a Coreia do Sul em reuniões de ministros, mas não conheço outros desenvolvimentos", afirmou um porta-voz da Hitachi, uma das empresas japonesas mencionadas na notícia.



Além da Hitachi, estão envolvidos na iniciativa, segundo o Nihon Keizai Shimbun, a Nippon Telegraph and Telephone (NTT), a Fujitsu, a NEC, a Matsushita Electric Industrial, o Mitsubishi Research Institute e a Internet Initiative Japan.
A Korea Telecom e o grupo Samsung, assim como empresas chinesas como a China Telecommunications também deverão abraçar o projecto.



O governo japonês alocou dois milhares de milhões de ienes (cerca de 15 milhões de euros) para a construção de uma rede IPv6 no país, ligando cerca de 100 lares, governos locais e empresas.



A China e a Coreia do Sul irão construir redes idênticas, que serão ligadas à versão japonesa e entre elas, criando uma rede IPv6 internacional com standards comuns.



O futuro protocolo IPv6 oferecerá um número de endereços IP virtualmente ilimitados. E porque o número de endereços sob o actual protocolo está a chegar aos seus limites, prevê-se que a mudança para o IPv6 comece a partir de 2005.



Notícias Relacionadas:

2003-11-07 - Task Force para o IPv6 elabora conjunto de recomendações

2003-10-27 - Hitachi e Matsushita desenvolvem standard para home appliances baseado em IPv6

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.