O primeiro dia de leilão para a quarta geração móvel terá rendido mais de 370 milhões de euros, de acordo com as contas do Diário Económico. As faixas mais caras foram arrematadas pelos preços base de 45 e 30 milhões de euros, valores de partida para as faixas dos 800 e 900 Mhz.



Na faixa dos 1.800 Mhz, com 12 lotes disponíveis, por seu lado, foram registadas nove licitações duas das quais de 3 milhões de euros e as restantes de quatro milhões de euros. Na faixa dos 2,6 Ghz as cinco rondas realizadas ontem fixaram o valor final em 3 milhões de euros.



A Anacom, que publicou esta tarde informação no site sobre o assunto, não divulgou os nomes dos operadores que estão a concorrer e a tentar angariar espetro para operar uma quarta geração móvel. São apenas conhecidos os nomes da TMN, Vodafone e Optimus.



O leilão de espetro para atribuição de frequências continua hoje e não é conhecida uma data para o seu fim. Se durante o processo forem arrematados todos os lotes disponíveis pelo valor mínimo o Estado encaixa 429 milhões de euros. Na segunda-feira algumas das faixas disponíveis ficaram sem propostas.


Nota de redação: Corrigida uma gralha no valor que o leilão rendeu no primeiro dia.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.