Há quem tenha feito as contas e diga que os colaboradores consultam os seus dispositivos móveis mais de 150 vezes ao dia.

Os dados constam do relatório “A Workforce Tsunami is Approaching”, da Mercer e concluem que os trabalhadores passam cerca de um quarto do dia em dispositivos móveis.

O mesmo relatório aponta que 57% das interrupções são causadas pela alternância entre aplicações, sendo que (pasme-se) cada colaborador depois demora em média cerca de 23 minutos a voltar a concentrar-se nas suas tarefas.

O estudo da Mercer pretendeu analisar as profundas alterações pelas quais a força de trabalho passa atualmente, sublinhando a confusão entre a utilização de tecnologia em demasia e a produtividade.

Aponta também a dificuldade de filtragem entre aquilo que é útil e importante perante a enorme quantidade de informação disponibilizada.

Entre os dados mencionados estão ainda situações como o receio de os colaboradores deixarem escapar um dado importante os levar a desempenhar várias tarefas em simultâneo, sendo a média de tempo de atenção exclusiva a determinada função de menos do que três minutos.

Diferenças entre utilizadores de iOS e de Android

Há outros dados sobre o número de vezes que os utilizadores de um smartphone consultam o mesmo e sobre plataformas diferentes. Muito recentemente a Apple divulgou que, em média, um utilizador de iPhone desbloqueia o seu dispositivo 80 vezes por dia. Em 12 horas por dia, olham para o seu telemóvel entre seis a sete vezes por hora.

Já um estudo mais antigo, referente ao Android sugere que os utilizadores de dispositivos com o sistema operativo da Google olham para os seus smartphones cerca de 110 vezes por dia.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.