A principal fabricante de telemóveis mundial surpreendeu o mercado ao fechar o segundo trimestre com lucros de mais de 2,8 mil milhões de euros, ou seja, mais do dobro do que havia sido conquistado há um ano.



Quanto à facturação trimestral, a Nokia cifrou-se nos 12,6 mil milhões de euros, cerca de 28 por cento a mais que no período homólogo.



Em comunicado, a empresa europeia dá a conhecer o aumento da sua quota de mercado mundial, que subiu para os 38 por cento, o que representa um crescimento de dois pontos percentuais face ao segundo trimestre de 2006.



A venda de telemóveis entre Abril e Junho deste ano fixou-se nas 100,8 milhões de unidades em todo o mundo o que, uma vez mais, significa um aumento face aos valores anteriores, desta vez, na ordem dos 29 por cento.



O aumento das vendas foi generalizado em todas as regiões excepto na América do Norte, onde os números caíram 21 por cento, dos 5,2 milhões de equipamentos vendidos para os 4,1 milhões.



Os modelos de gama alta tiveram destaque durante o período em análise, com os consumidores a aderirem ao Nokia 6300 e aos terminais de terceira geração N95 e E65 mais do que aquilo que estava previsto, indicou o presidente da Nokia, Olli Pekka Kallasuvo.



O mesmo responsável tinha previsto que as vendas em 2007 superasse os 10 por cento embora, dados os resultados, não esperasse esta taxa de crescimento tão acentuada no segundo trimestre.



A fabricante finlandesa salienta que estes resultados se explicam, em parte, pela fusão da divisão de redes da Nokia com a da Siemens, que se tornou efectiva a 1 de Abril deste ano.




Notícias Relacionadas:

2007-04-19 - Nokia aumenta volume de vendas mas diminui margem de lucro no primeiro trimestre

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.