A Nokia concordou em pagar uma "multa" de 60 mil dólares por vender aparelhos que não estavam conforme a legislação norte-americana no que diz à possibilidade de fazer chamadas de emergência, noticiou o site CellularNews.

Além disto, a firma finlandesa comprometeu-se ainda perante a Federal Communications Commission (FFC), a entidade reguladora das comunicações nos EUA, a garantir que os futuros equipamentos da marca cumprirão a referida lei e a assegurar que retirará do mercado os que não o fizerem.

Segundo a secção 22.921 da legislação da FCC, os telemóveis fabricados depois de 13 de Fevereiro de 2000 que sejam capazes de operar em modo analógico, têm de ser capazes de se ligar gratuitamente a um ou mais números idênticos ao 911 (o equivalente norte-americano do 112 português).

A pedido da FCC, a Nokia concordou também em incluir nos seus procedimentos de certificação do bom funcionamento dos seus telemóveis uma alínea que diz expressamente que a fabricante tem de garantir que os seus aparelhos possuem o chamado "911 call processing method", que assegura que os mesmos conseguem aceder ao referido número por uma rede alternativa se a ligação inicial não for efectuada passados 17 segundos.

Notícias Relacionadas:

2003-02-21 - FCC mantém regras de acesso local mas liberaliza mercado de banda larga

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.