A Washington Research Foundation iniciou um processo legal contra a Nokia, a Samsung e a Panasonic por uma alegada infracção às patentes da tecnologia Bluetooth.



De acordo com a Reuters, as três fabricantes, para além de fabricarem dispositivos que quebraram 963 normas vigentes, importaram os equipamentos e venderam-nos, muitas vezes em saldos, no Reino Unido.



O instituto de pesquisa norte-americano alega que foram detectados produtos com chips Bluetooth produzidos pela britânica CSR, uma das principais fabricantes de semicondutores para telemóveis e laptops.



Contudo, e apesar de ver o seu nome envolvido no processo, as queixas dirigem-se apenas às três fabricantes de dispositivos móveis, estando a CSR afastada do caso.



A Nokia alega que a empresa "está a estudar a queixas", mesmo sabendo que a queixa já deu entrada num tribunal distrital de Washington.



As restantes empresas envolvidas na acusação recusaram-se a prestar declarações sobre o processo, diz a Reuters.



Jaap Haartsen, da Ericsson é considerado o inventor do Bluetooth, nos anos 90. No final da mesma década começou a ser desenvolvida por um consórcio formado inicialmente pela empresa sueca, pela Sony, IBM, Intel, Toshiba e Nokia.



Actualmente o Special Interest Group conta com mais de 2000 empresas que incluem em produtos como telemóveis, PDAs, portáteis chips Bluetooth que permitam a comunicação entre pequenos dispositivos.

Notícias Relacionadas:

2006-12-15 - Creative Commons pretende introduzir licença em 17 novos países no próximo ano

2006-10-05 - European Patent Office defende importância das patentes na Sociedade do Conhecimento

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.