A Nokia lançou hoje um alerta que resulta de um conjunto de incidentes relatados à empresa em telemóveis da marca finlandesa equipados com baterias produzidas pela Matsushita.



De acordo com um comunicado, os problemas de sobreaquecimento foram detectados nas baterias com o modelo BL-5C - da responsabilidade de vários fabricantes - mas apenas nos equipamentos produzidos pela Matsushita.



No total, a empresa já colocou no mercado 300 milhões de baterias deste tipo, mas apenas 46 milhões são potencialmente afectados pelo problema, restrito àquela fabricante e aos componentes produzidos entre Dezembro de 2005 e Novembro de 2006.



Nos telefones com estas baterias foram registados até à data 100 problemas de sobreaquecimento, sempre detectados enquanto os equipamentos estavam a carregar e sem danos para os utilizadores envolvidos.



Para identificar a origem da bateria os utilizadores devem retirá-la do equipamento e confirmar se junto da designação Nokia o modelo referido na frente da bateria é BL-5C. Na parte traseira volta a estar inscrita a marca Nokia no topo e no fundo um número de identificação da bateria - composto por 26 caracteres - que permitirá perceber qual o fabricante do componente, quando submetido na área do site que a empresa criou para este efeito. A informação pode também ser obtida através de um contacto para o call center da empresa.



Conceição Pires, porta-voz da Nokia Portugal, frisou ao TeK que a comunicação hoje feita pela Nokia é informativa e não configura o lançamento de um programa de recolha de baterias. "Trata-se de uma acção voluntária da Nokia". "É uma nota informativa e não um alerta para recolha".



A responsável estabelece as diferenças dizendo que se está perante um problema que nas poucas vezes em que foi verificado (100 em 46 milhões de equipamentos vendidos) não representou perigo para o utilizador.



O problema detectado pela Nokia (um pequeno curto circuito que deforma a bateria e a sua ligação ao equipamento) ocorre quando o equipamento está a carregar e tem sucedido sempre em equipamentos já com muita utilização.



Conceição Pires explica que embora o potencial problema detectado não obrigue à substituição da bateria, os utilizadores que decidirem faze-lo deverão recorrer apenas ao site da empresa ou ao call center (808780780). Em ambos os canais são anotados dados do utilizador que receberá em casa a nova bateria. As lojas - sejam Nokia ou de outras marcas - não fazem a troca.



Da informação disponibilizada internacionalmente é possível perceber que são afectadas várias dezenas de modelos. A Nokia Portugal não fornece estimativas relativamente ao número de equipamentos potencialmente afectados em Portugal.




Nota de Redacção: A notícia foi actualizada com esclarecimentos fornecidos pela porta-voz da Nokia Portugal.



Notícias Relacionadas:

2006-09-05 - Matsushita recolhe 6 mil baterias de portáteis no Japão

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.