Depois de vários telemóveis se terem incendiado em países como a Alemanha e Holanda, descobrindo-se depois que utilizavam baterias de terceiros fabricantes e não as originais da Nokia, a empresa finlandesa decidiu tomar medidas mais rígidas para combater a comercialização destes produtos.

Numa conferência áudio ontem realizada em Espoo, na Finlândia, foram delineados os planos da empresa neste sentido. A Nokia confirmou que dezenas de milhares de produtos contrafacionados foram apreendidos na Bélgica, Reino Unido e outros países da União Europeia, elevando o número de produtos encontrados e destruídos acima dos 5 milhões.

Na conferência, a Nokia mostrou como os consumidores podem reconhecer alguns dos sinais mais claros da utilização de baterias falsas, através de diagramas que serão colocados no site da empresa. Janne Jormalainen, Vice-presidente da área de Mobile Enhancements, afirmou que a produção de baterias falsas é já muito sofisticada e que estes acessórios se assemelham bastante aos originais produzidos pela empresa.



Notícias Relacionadas:

2003-02-09 - Nokia alerta consumidores quanto ao uso de baterias não-originais

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.