A maioria dos proprietários norte-americanos de telemóveis não utiliza
actualmente serviços de Internet sem fios, sendo ainda poucos os que parecem
demonstrar algum interesse em passar a utilizá-los no futuro próximo, revela
um estudo do Yankee Group.

Intitulado "2002 Mobile User Survey", o documento da empresa de estudos de
mercado indica que apesar da taxa de adopção de serviços de Internet e dados
wireless ter aumentado, subsistem muitos obstáculos ao aumento da
procura deste tipo de serviços, especialmente no que se refere ao valor
associado a estes serviços do ponto de vista dos utilizadores.

Deste modo, 82 por cento dos inquiridos disseram que não utilizam serviços
de Internet sem fios. Cerca de metade deste grupo de inquiridos
justificaram-se afirmando simplesmente que não o pretendiam ou não
necessitavam de o fazer. Outros 16 por cento indicaram como principal razão
para não acederem à Web através do seu telemóvel é o custo do serviço.

Outras razões para não adoptar serviços de Internet wireless derivadas
de problemas tecnológicas, como o facto de serem demasiado complicados ou
lentos ou de não estarem disponíveis na sua área, continuaram a representar
menos barreiras à adopção, tal como noutras edições anteriores deste estudo.

Os analistas do Yankee Group afirmam que, à medida que as operadoras alargam
a cobertura de redes da próxima geração e introduzem serviços de dados mais
ricos, devem concentrar-se mais do que nunca em conceber e promover pacotes
segmentarizados. Para além disso, devem ainda educar os diferentes segmentos
de clientes sobre como utilizar efectivamente esses serviços, assim como
disponibilizar aplicações que acrescentem valor.

Notícias Relacionadas:
2002-06-27 - Telemóveis vão ser os dispositivos sem fios com acesso à
Internet que irão crescer mais até 2006

2002-05-19 - Internet sem fios cresce a ritmo acelerado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.