A NOS e a Vodafone fecharam um novo acordo de desenvolvimento e partilha recíproca de fibra ótica que, segundo as operadoras, permitirá abranger cerca de 1,1 milhões de casas em Portugal.

Citado em comunicado, Luís Lopes, CEO da Vodafone Portugal, afirma que “a permanente modernização da infraestrutura tecnológica do País depende de exigentes investimentos dos operadores nas suas redes, que têm de ser eficientes, sustentáveis e ecologicamente responsáveis”, motivo pelo qual a parceria com a NOS foi reforçada.

Já Miguel Almeida, CEO da NOS, realça que, além de permitir chegar a mais de 6 milhões de casas com redes de última geração, a partilha de ativos “contribui largamente para esbater as assimetrias territoriais que ainda existem, levando mais competitividade e escolha aos consumidores”,

As operadoras afirmam que a parceria “assegura que as duas empresas mantêm total autonomia no desenho das ofertas comerciais e na escolha das soluções tecnológicas que decidam vir a implementar”.

A “total independência na gestão da base de clientes de cada uma das empresas”, assim como a “confidencialidade no tratamento da informação dos consumidores” são outros dos aspectos assegurados, realçam a NOS e a Vodafone.

Para ambas as operadoras, a partilha de investimento é vista como um “sinal muito positivo de procura de eficiência e geração de valor por parte dos operadores”, sobretudo num contexto desafiante em matéria de sustentabilidade do sector das comunicações.

A Vodafone e NOS realça também que a parceria se afirma como uma forma de criar valor para o país, por "aumentar o nível de cobertura de redes de fibra ótica de última geração" e por "dinamizar a concorrência e a diversidade de oferta nas zonas cobertas".

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.