No final de Junho o número de clientes do serviço fixo telefónico em acesso directo atingia pouco mais de 3 milhões (3.077 milhares) numa ligeira queda de 0,6 por cento face ao trimestre anterior.



Neste período os novos operadores aumentaram em 15,6 por cento os seus subscritores em acesso directo, numa evolução que o regulador justifica com o surgimento de novas ofertas de acesso suportadas na tecnologia GSM e de "pacote de telefonia fixa e de televisão por cabo e/ou Internet".



Negativamente no período (face ao trimestre anterior) evoluíram as ofertas de acesso indirecto quer na pré-selecção (3,2 por cento), quer na selecção chamada a chamada (16,6 por cento), invertendo uma tendência de crescimento que se mantinha desde 2003.



Assim, no fim do trimestre existiam 483 mil clientes com pré-selecção e 77 mil clientes a usar o serviço de selecção chamada-a-chamada.



No que se refere ao tráfego total originado na rede fixa a Anacom regista uma quebra de 5,2 por cento face ao trimestre anterior para um total de 2.264 milhões de minutos de conversação.



Numa comparação ano a ano a descida é ainda mais significativa, fixando-se nos 13,9 por cento, resultado de "uma queda acentuada do tráfego de acesso à Internet através deste tipo de acesso (dial-up), motivada nomeadamente pela forte expansão do acesso à Internet através de banda larga", explica um comunicado.



No tráfego de voz os 1.993 milhões de minutos de conversação registados também representam uma variação negativa de 3 por cento face ao trimestre anterior.



No número de acessos registou-se uma queda de 0,5 por cento face ao trimestre passado e de 1,7 por cento face ao período homólogo para um total de 4,07 milhões de linhas. De acordo com o regulador este decréscimo resulta de uma redução dos acesso analógicos e dos acesso RDIS que, ainda assim, foram compensados pelo crescimento de outras ofertas suportadas em tecnologias como o GSM, por exemplo.



A PT continua a liderar de forma destacada com uma quota de 85,5 por cento. Face ao período homólogo o incumbente perdeu nos três meses entre Abril e Junho 6 por cento, mas face aos três meses anteriores recuou apenas 1,9 por cento.



No final do segundo trimestre existiam 21 entidades habilitadas para prestar serviço telefónico fixo, destas 12 estavam de facto em actividade.



Notícias Relacionadas:

2006-09-04 - Serviços Móveis de Redes Partilhadas acumulam 9,3 mil assinantes no primeiro semestre

2006-06-26 - Portugal Telecom liga 100% das centrais com tecnologia ADSL

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.