A taxa de penetração dos smartphones em Portugal aumentou mais de sete pontos percentuais durante 2012, passando dos 25,8% registados em maio para os 32,5% em dezembro. Num mercado que parece imune à crise, o crescimento foi uniforme ao longo dos meses mas há registo de uma queda de 0,3% entre novembro e dezembro do ano passado.

Numa análise demográfica as faixas etárias compreendidas entre os 15 e os 24 anos, assim como a faixa dos 25 aos 34 anos, são as que mais smartphones possuem. Com 25% de quota cada, as duas faixas representam 50% dos utilizadores portugueses de smartphones.

Num outro parâmetro do estudo concluiu-se que as classes baixa e média baixa são as que têm mais smartphones, totalizando 44% das respostas, contra 31% da classe média e os 25% da classe média alta/alta.



[caption]Demografia smartphones Portugal[/caption]

Dos inquiridos que participaram no Barómetro de Telecomunicações da Marktest, 37,3% são clientes Vodafone, 30,5% da TMN e 28,2% têm ligação à Optimus. O domínio da multinacional britânica estende-se até à utilização de algumas das principais funcionalidades dos telemóveis "smart".

Aceder à Internet (46,8%), ao email (36,2%) e às redes sociais (35,5%) através de aplicações, e aceder a serviços de mobile banking (9,2%) no smartphone são atividades que os clientes Vodafone realizam mais do que os clientes da concorrência.



[caption]Utilizacao smartphones Portugal[/caption]

Como é visível na grelha, a liderança em todos os parâmetros analisados acaba por não ser muito significativa para a Vodafone e pode ter a sua justificação na maior quota de smartphones da operadora.

O estudo da Marktest não contemplou uma análise aos sistemas operativos móveis utilizados nos smartphones dos portugueses.

Escrito ao abrigo do novo Acordo
Ortográfico

Nota da Redação: Foi feita uma correção no quarto parágrafo.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.