Um grupo composto pelos cinco maiores operadores de telecomunicações na Europa defendeu hoje, na abertura no Mobile World Congress, em Barcelona, a ideia de que "os novos líderes da Internet, como a Google, devem ajudar a financiar as redes móveis de que beneficiam", relata o El Mundo.

De acordo com a publicação espanhola, o grupo de empresas, designado como G5, estima que o tráfego nas redes móveis se multiplique por 18 no espaço de quatro anos, correndo-se o risco de saturação das redes.

Assim, defendem que aqueles que estão na origem da explosão desta procura de banda larga ajudem a suportar a factura inerente à necessidade de reestruturação das infra-estruturas que suportam a rede.

Em entrevista ao Le Figaro, o director-geral da France Telecom, Stéphane Richard, explicou ainda que está agendada uma reunião em Barcelona com responsáveis da Vodafone, Telefónica, Telecom Italia e Deutsche Telekom, antecipando que as empresas pretendem também suscitar junto da Comissão Europeia a questão da competência para regular as lojas de aplicações online.

"Em Bruxelas, a competência perante as telecomunicações foi sempre encarada do ângulo das infra-estruturas e das redes, mas agora existem outras realidades: a chegada de novos intervenientes, como a Google ou a Apple", defendeu.

O especialista sustentou ainda que o sistema que tem vigorado até à data já não serve, porque os fluxos de tráfego ficaram totalmente desequilibrados nos últimos dois anos, devido à explosão do vídeo. Os principais responsáveis pelo aumento do tráfego devem aceitar contribuir para os investimentos necessários, acrescentou.

Outro dos objectivos dos operadores é anunciar uma maior coordenação na área móvel com vista ao desenvolvimento da tecnologia NFC.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.