A Optimus apresentou hoje um novo produto para o mercado residencial que fará concorrência à oferta da PT Comunicações no segmento fixo. Baseado na rede de transmissão e distribuição da Novis e na rede GSM da Optimus, o Optimus Home oferece telefonia fixa, sem assinatura mensal com um tarifário idêntico ao PT Simples.



Assentando na rede GSM da Optimus, o produto tem uma cobertura de 99 por cento do território (Portugal continental) e apresenta um tarifário único para a rede fixa (0,05 euros) e um outro para chamadas com redes móveis (0,30 euros).



O objectivo da Optimus e da Novis, que firmaram uma parceria para a disponibilização desta oferta, é captar uma quota de 10 por cento do mercado de utilizadores de telefonia fixa, sem Internet. Para os próximos seis meses as empresas estimam chegar a cinco por cento dos utilizadores, explicou Miguel Almeida da Novis que aponta para um mercado potencial entre 1,3 e 1,5 milhões de utilizadores.



Para clientes PT que pretendam desactivar o serviço do incumbente e aderir ao novo produto, a Optimus encarrega-se do processo de desactivação da linha PT e da portabilidade do número de telefone anterior, caso o utilizador pretenda manter o número. Nos casos em que seja requerida a portabilidade do número o valor a pagar (cerca de 40 euros) é integralmente restituído ao cliente em chamadas.



O serviço assegura ainda uma numeração fixa regional, que garante ao utilizador um indicativo coincidente com a sua zona de residência, pelo que as chamadas recebidas num terminal Optimus Home são tarifadas sempre dessa forma (enquanto chamadas para a rede fixa), não obstante a rede ser em parte assegurada por GSM.



Sendo um serviço suportado na última milha até casa do cliente pela rede GSM permite, por outro lado, mobilidade dentro da zona de abrangência do indicativo regional, explicou Paulo Azevedo, presidente da SonaeCom na apresentação.



Do móvel, o Optimus Home importa mais uma característica permitindo ao utilizador optar por um modelo de pagamento pré-pago ou pós-pago. No primeiro caso o utilizador fica obrigado a carregamentos mínimos de 25 euros de dois em dois meses, no segundo a um consumo mensal de 12,5 euros.



Recorde-se que as ofertas de telefonia fixa actuais baseiam-se na oferta da PT, detentora da infra-estrutura de cobre ou disponibilizam uma cobertura parcial do território, de acordo com as centrais PT a que já conseguiram garantir acesso. A PT cobra 15,9 euros pela assinatura mensal e pelo aluguer da linha telefónica.



Para divulgar o novo produto, a Optimus arranca amanhã com uma campanha publicitária onde vai investir 4 milhões de euros e a disponibilização do produto em 1700 pontos de venda, coincidentes com os pontos de distribuição da operadora móvel.



Nesta fase de lançamento do serviço não estão previstas regalias para clientes Optimus embora as empresas admitam vir a rever a oferta actual. O Optimus Home está disponível com um equipamento Siemens e custa 69.99 euros.



Novis deverá lançar oferta idêntica




Paulo Azevedo admitiu na apresentação que a Novis deverá lançar brevemente uma oferta de “características técnicas idênticas” ao produto hoje apresentado. As empresas admitem ainda que, a prazo, a oferta agora apresentada possa ser complementada com Internet.



O responsável acrescentou esperar uma reacção por parte do incumbente mas garante que “a oferta é inatacável porque obedece à neutralidade tecnológica definida no âmbito do novo quadro regulatório”.



Notícias Relacionadas:

2004-03-04 - Clix e Novis lançam oferta conjunta em 4 centrais de Lisboa e Porto

2002-07-31 - Rede Novis chega ao Algarve e cobre 70% do território nacional

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.