A Polícia Judiciária, através do Departamento do Investigação Criminal de Braga e com a colaboração da Anacom e de outras unidades de serviço, identificou e deteve em flagrante delito, 16 pessoas residentes no distrito de Viana do Castelo, indiciadas por crime de burla informática.

Os detidos são acusados de “cardsharing”, ou seja, da distribuição e receção ilícita de sinal de internet e pacotes de televisão, através de equipamentos adulterados. A PJ refere que, no decurso das buscas realizadas, foram recolhidas informações e apreendidos documentos e outros objetos relacionados com tal prática.

“As diligências efetuadas no âmbito de cinco inquéritos visaram o desmantelamento de cinco redes de distribuição de considerável dimensão, com dezenas e, em alguns casos, centenas de utilizadores”, refere-se em comunicado. O “recurso a sofisticados computadores e outra tecnologia” evidenciaram “uma prática com vários anos e uma organização empresarial”.

A Polícia Judiciária acrescenta que os detidos responsáveis pela difusão e distribuição do sinal, bem como alguns dos utilizadores, foram interrogados tendo-lhes sido aplicadas “medidas processuais”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.