De acordo com os resultados de um estudo recente da Beep Science, a indústria móvel mundial poderá vir a perder mais de 4 mil milhões de euros por ano se os conteúdos Multimedia Message Service (MMS) de terceiros não forem protegidos. No comunicado onde se divulgam os resultados do estudo, a Beep Science afirma que este género de conteúdos móveis deverá gerar receitas globais de 31 mil milhões de euros até 2006.



Indica-se igualmente que, da mesma forma que o Napster levantou preocupações acerca da publicação de conteúdos, os operadores e os fornecedores de conteúdos estão em risco de perder largas quantias de dinheiro à medida que os conteúdos são enviados de um utilizador para outro.



O aviso aparece numa altura em que os operadores lutam para estabelecerem mecanismos que assegurem e protejam os conteúdos, tenham ou não marca registada. Uma arquitectura Digital Rights Management (DRM) interfere com o software por parte do cliente proporcionando-lhe uma experiência tipo WAP - algo que os operadores desejam evitar a todo o custo, afirma a empresa de software no comunicado onde se apresentam os resultados do estudo.



Em vez disso, a técnica da "superdistribuição", onde os conteúdos mais populares vão passando de utilizador para utilizador, representa uma oportunidade para os operadores e fornecedores de conteúdos, mas actualmente constitui uma ameaça para potenciais fluxos de receita.



A Beep Science pensa que as preocupações em relação aos direitos de autor possam levar a que os fornecedores de conteúdos não apresentem MMS de valor acrescentado, conduzindo a uma estagnação do mercado e deixando os operadores sem receitas relacionadas.



Notícias Relacionadas:

2002-04-03 - TMN com Multimedia Messaging Service brevemente na sua rede
2002-03-06 - Sony Ericsson apresenta telemóveis com ecrãs a cor e serviços MMS

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.