O Instituto Civil da Autodisciplina da Comunicação Comercial (ICAP) decidiu suspender a campanha "Experiência Meo Zapping", onde os Gato Fedorento comparam a velocidade e eficiência do serviço da PT com as ofertas de outros operadores.



Em resposta a uma queixa apresentada pela Zon, o ICAP acusa a Portugal Telecom de violar os códigos da Publicidade e de Conduta instituídos. Além disso, considera que a campanha é susceptível de induzir o consumidor em erro.



O regulador considera que a campanha que o Meo tem actualmente nas televisões e Internet encontra-se "desconforme" com os códigos da Publicidade e de Conduta, "pelo que a sua divulgação deverá cessar de imediato e não deverá ser reposta - quer na sua totalidade, quer em termos parciais - caso se mantenham os tipos de ilícito apurado pelo Júri de Ética".



Além da Zon, também a Cabovisão avançou com uma queixa contra a campanha da PT junto do regulador para a área da publicidade, mas ainda sem resposta. As operadoras contestam a comparação que a PT faz, nesse anúncio, a outros serviços de televisão, assim como a indicação de que o serviço de voz, Internet e televisão Meo custa 19,99 euros.



Os anúncios Experiência Meo Zapping apresentam uma oferta Triple Play a partir de 19,99 euros, mas o preço é válido apenas até final do ano. A partir dessa altura a mensalidade aumenta para os 40,99 euros - e implica um valor mensal adicional mínimo de 5,04 euros para a caixa descodificadora e uma permanência na rede de 24 meses.



As informações estão detalhadas pela operadora no site mas as operadoras rivais consideram os dados são pouco claros. Em declarações ao Jornal de Negócios, a Cabovisão mostrou-se preocupada sobretudo com a componente de preço.



Citada pela imprensa, a PT sublinha que o anúncio cumpre a Lei, invocando ainda que não se trata de publicidade comparativa "pois não se identifica um concorrente, nem serviços oferecidos por um concorrente". A operadora lembra, de qualquer modo, que pode fazer comparações, já que as afirmações contidas na campanha são verídicas e comprováveis. "Um estudo científico realizado pela Universidade de Aveiro evidencia, inequivocamente, que as funcionalidades demonstradas na campanha são verídicas. O referido estudo comprova que o zapping do Meo é até seis vezes mais rápido que o zapping da Zon".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.