A tecnologia usada pelos operadores de cabo para modernizarem as suas redes lidera a oferta disponível para uma nova geração serviços fixos de telecomunicações. O cabo com EuroDOCSIS 3.0 chega hoje a 3,8 milhões de casas (alojamentos cablados), enquanto a fibra óptica chega a 1,47 milhões de potenciais clientes.



Os números foram hoje revelados pela Anacom e indicam que mais de metade das famílias portuguesas (59 por cento dos alojamentos clássicos) já estará hoje em condições de aceder a serviços fixos de nova geração. Contudo, o número de utilizadores que realmente usufrui das redes de nova geração é bem menor.



Segundo os números da Anacom, relativos a Dezembro de 2010, subscreviam serviços de nova geração 278 mil clientes residenciais, a que se juntavam 14,4 mil clientes não residenciais.



Entre os clientes de serviços de redes de nova geração, 181 mil beneficiavam de ofertas com um débito acima dos 30 Mbps. Os dados revelam ainda que a região de Lisboa e do Norte do país são aquelas que mais concentram acessos de alta velocidade.



Recorde-se que ainda recentemente foram divulgados dados do FTTH Council Europe, que voltavam a colocar Portugal na linha da frente da Europa, nas redes de nova geração. Pela mesma altura a Portugal Telecom vencia um prémio atribuído pelo mesmo organismo para a melhor rede de fibra óptica da Europa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.