A fabricante sul-coreana Samsung anunciou que vai proibir a utilização de telefones
com câmara de filmar nas suas instalações fabris devido ao receio de
espionagem industrial, noticiou o jornal coreano Korean Herald. A restrição passa a verificar-se a partir do próximo dia 14 de Julho e
aplicar-se-á a trabalhadores e visitantes de todas as fábricas da marca,
exceptuando a de Gumi, onde a Samsung fabrica as seus próprios telemóveis
com câmara de filmar incluída.



Esta proibição surge numa altura em que a empresa se tem revelado preocupada
com a possibilidade destes equipamentos servirem para espionagem das
mais recentes tecnologias e processos de trabalho daquela que é actualmente
a firma líder neste tipo de equipamentos.



Em declarações à mesma fonte um executivo da Samsung anunciou que "alguns
têm realçado que isto [a proibição] é uma violação dos direitos individuais
de compra e posse dos seus próprios telemóveis com câmara, no entanto a
preocupação com a espionagem de tecnologias de ponta é tão grande que
decidimos banir o uso de telemóveis com câmara no local de trabalho".



Esta notícia vem na sequência do anúncio de idênticas restrições à
utilização deste tipo de aparelhos em locais públicos (nomeadamente em
piscinas) que o governo sul-coreano se prepara para concretizar e que já estão em vigor em algumas zonas da Europa.



Notícias Relacionadas:

2003-02-03 - Samsung lança novo telemóvel com câmara de vídeo no mercado
coreano


2003-02-18 - Duplo ecrã e câmara fotográfica rotativa nos mais recentes
telemóveis Samsung

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.