Um tribunal espanhol decidiu suspender cautelarmente o pagamento da multa de 57 milhões de euros imposta à Telefónica Espanha pelo Tribunal de Defesa da Concorrência por considerar que o seu pagamento imediato causaria prejuízos graves nas actividades da operadora. Apesar de suspensa a multa, a Telefónica deverá depositar uma parte do valor até que se resolva o recurso apresentado ao Tribunal noticiam vários meios de comunicação espanhóis.



A multa havia sido imposta pelo Tribunal da Defesa da Concorrência (TDC) espanhol, no passado mês de Abril, por considerar que a Telefónica tinha colocado entraves ao processo de pré-selecção de chamadas, "prejudicando gravemente o processo de liberalização".



A denúncia de abuso de posição dominante contra a Telefónica partiu da Associação de Empresas Operadoras e Serviços de Telecomunicações espanhola (ASTEL), em Dezembro de 2000, que acusava a empresa dirigida por César Alierta de condutas que dificultavam a pré-selecção de chamadas por parte dos seus clientes.



Na sentença de Abril, o TDC considerava que o comportamento da Telefónica foi "abusivo" e que a operadora "não esteve à altura da responsabilidade de quem ostenta uma posição dominante, ao reagir de forma desleal e despropositada".



A Telefónica recorreu da sentença tendo afirmado na altura que a Espanha é o país da Europeu em que existe maior nível de pré-selecção e recordou que a CMT - Comisión del Mercado de las Telecomunicaciones, o regulador espanhol para a área das telecomunicações, já arquivou denúncias idênticas à que originou o processo que decorre actualmente.



Notícias Relacionadas

2002-11-22 - Espanha aprova plano de incentivo ao sector nacional das telecomunicações

2001-09-29 - Operadores espanhóis não conseguem captar clientes à Telefónica

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.