Mais precisamente, em dezembro de 2013, 2,249 milhões de portugueses afirmavam já ter trocado de fornecedor de serviço, o que se traduz em mais de 25% do total de utilizadores de telemóveis.

O valor tem subido consecutivamente nos últimos quatro anos, passando dos 17,1% registados em 2010, para os atuais 25,1%.

A diferença mais acentuada nas comparações anuais deu-se, precisamente, entre os dois últimos anos (2012 e 2013), com uma subida de 4,4 pontos percentuais.

[caption][/caption]

Quem muda de operador vai, em primeiro lugar, à procura de melhores preços (30,6%). O facto de familiares ou amigos estarem ligados à nova rede é o segundo maior motivo apontado (25,4%), refere a Marktest, com base nos indicadores do estudo Barómetro de Telecomunicações.

Os homens, os indivíduos com idades compreendidas entre os 15/44 anos, os residentes nas regiões do Litoral Norte e na Grande Lisboa, assim como os que pertencem às classes mais elevadas são os que registam maior taxa de mudança de operador, superando os valores médios.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.