A conclusão é da Anacom, o regulador das comunicações: o número potencial de utilizadores de serviços de terceira geração é de 32,4 por cento do total de assinantes de serviços móveis terrestres. O número é apurado tendo em conta que 4,8 milhões de utilizadores têm acesso a estes serviços, como revelam os dados estatísticos para o primeiro trimestre deste ano, onde também se percebe que naquele período estiveram activos 1,6 milhões de clientes no UMTS. O número de acessos efectivos nestes três meses é bastante menor que o número de utilizadores que tem acesso ao serviço, ainda assim representa um crescimento de 70 por cento face ao mesmo período do ano passado.

Os dados também mostram um decréscimo ligeira no número de assinantes móveis pré-pagos, em favor do crescimento dos assinantes com contratos pré-pagos, uma mudança que o regulador explica através do sucesso crescente da Internet móvel e de serviços que exijam planos de débito pós-pago. Ainda assim, 73 por cento do mercado continua a ser dominado por contratos pré-pagos.

Entre Janeiro e Março deste ano foram realizadas na rede móvel 1,94 mil milhões de chamadas, menos 0,5 por cento que no trimestre anterior, mas mais 10 por cento que no mesmo período do ano passado, para um total de 4,1 mil milhões de minutos. Foram enviadas 6 mil milhões de mensagens escritas, numa média de 135 por cada assinante.

Nos MMS, os números da Anacom revelam um crescimento de 26,8 por cento face ao primeiro trimestre do ano passado, com 20 milhões de mensagens enviadas. O número de videochamadas também aumentou 50 por cento, para 1,3 milhões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.