Foi descoberto o primeiro worm para iPhone, que está a infectar utilizadores do telemóvel da Apple na austrália. Só os utilizadores que manipularam o sistema operativo são afectados.

De acordo com os especialistas de segurança, citados pela imprensa internacional, o worm recebeu o nome de Ikee e muda o papel de parede do iPhone para uma imagem do cantor pop Rick Astley, procurando ainda propagar-se a outros equipamentos. Existem porém o risco desta "falha" ser utilizada para outros fins, como a obtenção de dados privados.

O worm foi desenvolvido por Ashley Town, um estudante de 21 anos, que já se gabou do feito na sua conta do Twitter e tem vindo a ser entrevistado por vários meios de comunicação. Numa entrevista ao ABC, confessou que tem vindo a receber pedidos para divulgar o código do worm.

Aparentemente o worm não é de remoção fácil mas só afecta utilizadores que tenhma instalado o software Unix SSH e que não tenham alterado a password "alpine" que vêm configurada para acesso à root.

Graham Cluley, um analista da Sophos, escrever no seu blog que este tipo de malware terá tendência a aumentar num futuro próximo. A SophosLabs já analisou o código e admite que podem existir pelo menos quatro variantes e indica que este está repleto de comentários que indicam que o worm foi escrito "apenas como uma experiência".

Uma imagem captada do ecrã de um iPhone com o worm foi publicada no blog deste analista, que reproduzimos aqui.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Ainda na semana passada um hacker holandês tinha hackado iPhones que eram vulneráveis à mesma falha que agora foi utilizada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.