Por Sofia Fernandes (*)

Covid 19. Definitivamente um tópico que marca não só 2020, mas também a história da humanidade. 188 países afetados, 14 milhões de casos confirmados, 56% recuperados e com uma taxa letal de 4.2% (Pharmaceutical Technology). Arrebatando os media e tomando a atenção do mundo, o COVID-19 chegou aos nossos lares para ficar, contudo, por dia, mais de 2700 notícias são falsas (Público).

Segundo a BBC News, apenas a Europa está a conseguir diminuir o número de casos por dia, e por isso a normalidade começa a regressar, lentamente.

Olhando agora para Portugal, com praias cheias, o retorno do trânsito nas principais vias às horas de ponta, o reiniciar das atividades turísticas e culturais, levam a muitos artigos sobre várias indústrias e a sua ligação com o COVID-19.

Eu hoje decido falar do desporto rei, e como este pode ser influenciado não só pela pandemia, mas também pela inovação. Em Portugal, é inevitável falar de regressar ao normal, e não falar de futebol. A segunda feira é tipicamente marcada pelos comentários e provocações amigáveis entre adeptos. Isso faz parte da nossa cultura.

Mas como podemos nós considerar falar de normalidade com estádios vazios? Com equipas de topo a mostrarem performance tão abaixo da média? Como podem os adeptos voltar a interagir com as suas equipas? Neste artigo eu menciono como o futebol se pode reinventar atrevendo-me a aconselhar não só os adeptos, mas também os profissionais do desporto número 1 em Portugal.

Começamos com uma solução revolucionária. Sabe o nervosismo que sente antes de fazer o teste de condução? Ou aquele exame cuja nota vai ser determinante? A ansiedade antes de “ter uma conversa” com o seu chefe? Pense que é precisamente essa pressão com que os jogadores de futebol se deparam em jogos decisivos. Um segundo, um lance, um passo, um remate. Estes podem ser momentos decisivos entre uma vitória ou derrota, entre crescer no clube, fechar um novo acordo, ou “não calçar as botas”. A Neroes, é a única plataforma quantitativa, não invasiva que treina o cérebro de modo a que o individuo consiga aprender a dominar as suas emoções, como o stress ou ansiedade, e aumentar o seu foco. Podemos chamar-lhe a receita secreta para vencer campeonatos. Com uma solução validada e premiada mundialmente, qualquer desportista de alta competição deveria treinar o cérebro tal como treina o resto do corpo no ginásio, mantendo-o em “forma” e saudável. Saiba mais sobre esta revolução mental aqui.

Sente que ver o jogo a partir de casa não é interativo? Que parte dos momentos são perdidos? Tome atenção à FootAR, App que lhe permite através do seu smartphone e com direito a realidade aumentada, ver os jogadores em sua casa bem como o seu historial. Imagine ter acesso a toda a informação de passes de jogadores, históricos de métricas, valores de mercado, performance bem como probabilidades sobre todas as possibilidades de jogo. Um aliado para os fãs do futebol e para os amantes das apostas, que recebem agora informação fidedigna em tempo real, imersiva na sua sala, e que vão dar toda a informação que o adepto quer saber. Mantenha-se atento porque brevemente poderá ter acesso total às funcionalidades através da sua operadora. Saiba mais aqui.

Com base nesta informação, ficou com vontade de apostar? Mas não quer gastar dinheiro. E se lhe dissesse que o pode fazer com facilidade através do Kiss My Score? A App que pode fazer download e apostar com os seus amigos sem gastar dinheiro. Sim verdade, leu bem. Pode dar os seus “palpites” sobre os jogos sem ter de gastar um cêntimo. Deste modo, a Kiss My Score visa aproximar as ligas e clubes aos adeptos, através de uma App social para os fãs do futebol.

Alguma vez comprou um cachecol ou t-shirt do seu clube, chegou a casa, e se apercebeu que talvez não seja “verdadeiro”? Que talvez tenha sido contrafeito? Provavelmente já ouviu falar de blockchain, também conhecido como “o protocolo da confiança”, é uma tecnologia de registo distribuído por vários “blocos” que visa a descentralização de informação como medida de segurança. Esta tecnologia é utilizada pela CollectID, empresa Suíça que em acordo com os produtores identifica todos os produtos com um código digital dinâmico encriptado. O produto quando comprado pode ser analisado através da App do smartphone do adepto comprador, que pode verificar a veracidade e histórico de produção em detalhe de cada produto. Visto que não pode comprar os produtos ao lado do estádio, em dia de jogo, pode agora comprar com confiança os produtos a partir de casa e ter a certeza de que não são imitações.

Acredito que muitas mais soluções a endereçar o mercado desportivo estão à beira da revelação. Apesar do COVID-19 ter afetado drasticamente muitas indústrias, também veio trazer muitas possibilidades. Os mais criativos e resilientes têm conseguido aproveitar estas oportunidades e mostrar que um novo mundo digital se aproxima, e com ele espaço para criar novas soluções. Citando um reconhecido experiente investidor de Silicon Valley, Ron Conway: “Qualquer momento é um bom momento para iniciar uma empresa”, diminuindo a robustez da inerente relação entre o COVID-19 e criação de empresas. Fica a questão: estão a maior parte das pessoas, preparadas para aceitar este novo mundo digital?

(*) Diretora de Marketing e Desenvolvimento de Negócio na BGI

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.