O Cyber Europe realiza-se de dois em dois anos e tem como objetivo coordenar esforços entre empresas e entidades europeias para identificar fragilidades e pontos de melhoria na cooperação para resposta a ataques informáticos na região.



Os 400 especialistas que participaram no exercício fazem parte de 200 entidades de 29 países, que se juntaram num teste centrado no funcionamento das infraestruturas críticas da região. Foi simulada uma situação de crise em redes com estas características, como as redes elétricas e as redes de comunicações.



Nos documentos que publica, a ENISA já tinha identificado as redes críticas como uma prioridade na cooperação de organismos europeus e uma condição essencial para melhorar a capacidade de resposta da região perante ameaças.



As medidas de cooperação têm vindo a ser implementadas nos últimos anos, com a criação do CERT nos diversos países da UE, o reforço da ligação entre estes centros de resposta a incidentes de segurança e a os privados, ou a criação de obrigações de reporte para as empresas, no que se refere à comunicação de incidentes de segurança.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.