O governo dos Estados Unidos desafiou militares e hackers de todo o mundo, Portugal incluído, a encontrar vulnerabilidades nas páginas da Força Aérea. Tal como as anteriores iniciativas, sob o desígnio HackerOne, os participantes ganharam recompensas monetárias por cada bug encontrado.

O relatório de resultados do Hack the Air Force 2.0 revelou 106 vulnerabilidades em cerca de 300 páginas públicas da Força Aérea dos Estados Unidos. No total, foram distribuídos mais de 100 mil dólares em recompensas. O prémio mais elevado foi de 12.500 dólares, um recorde dentro do programa.

No primeiro dia do evento, a 9 de dezembro, foram detetadas e corrigidas 55 possíveis vulnerabilidades em apenas 9 horas.

Peter Kim, representante da Força Aérea dos Estados Unidos, salientou ao Businesswire a importância do reforço de segurança cibernética, criando relações com investigadores para o futuro.

O programa HackerOne arrancou em 2016 com o Hack the Pentagon, promovido pelo Departamento da Defesa, tendo sido descobertas mais de 3000 vulnerabilidades.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.