O Brigantia EcoPark arranca com 20 colaboradores e deve atingir os 60 até ao final do ano. Com a escolha da localização em Trás-os-Montes, a ITSector pretende possibilitar carreiras na área das tecnologias a quem vive longe dos centros urbanos, refere numa nota enviada à imprensa.

A partir de Bragança, e à semelhança do que já acontece nas unidades de que a ITSector dispõe no Porto (sede), Lisboa, Braga e Aveiro, a atividade vai estar centrada no desenvolvimento de projetos em regime de nearshore, operando à distância projetos no setor financeiro que detém com clientes oriundos de mercados internacionais.

"Em Bragança, vamos desenvolver projetos para clientes de países europeus e africanos, contemplando todas as fases de desenvolvimento de software e respetivos profissionais, desde os gestores de projeto, aos analistas funcionais, developers e testers”, especifica Renato Oliveira, presidente do Grupo ITSector.

Nesta fase inicial, a unidade da ITSector em Bragança representa um investimento na ordem dos 500 mil euros, contando com 20 colaboradores de vários níveis de senioridade. Até ao final do ano, a intenção é triplicar este número, atingindo os 60 colaboradores, beneficiando de um programa de formação intensiva - ITSector Academy -, entretanto realizado com recém-licenciados do Instituto Politécnico de Bragança.

A médio prazo, a ITSector não descarta a possibilidade de vir a inaugurar mais centros de tecnologias avançadas em Portugal, mas “antes deste passo”, deverá optar “pelo alargamento dos centros localizados em Lisboa e em Aveiro”, refere no comunicado enviado às redações.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.