Depois de uma primeira edição classificada como “de sucesso”, o Apostar em TI regressa à procura e novos candidatos. Podem participar os interessados pelas áreas tecnológicas, nomeadamente provenientes de CETs, CTeSP, cursos superiores ou que frequentem o ensino superior.

O processo de seleção dos candidatos inclui provas individuais e em grupo e entrevistas realizadas com o objetivo de escolher aqueles que demonstrarem maior capacidade “para cumprir, com sucesso, as exigências do APOSTAR em TI”, refere uma nota enviada às redações.

O programa terá a duração total de 14 meses, repartidos por um período de cinco meses de formação em sala e projeto, por um segundo período de nove meses de consolidação e formação on-the-job. Esta última decorrerá no âmbito de um estágio remunerado numa das empresas parceiras do Programa.

A edição de 2019 decorre entre fevereiro de 2019, data de início da fase letiva e de projeto, e junho de 2020 final do estágio.

Desenhado e promovido pelo Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) e várias empresas na área das TI, a iniciativa pretende responder às exigências de crescimento acelerado do mercado de software. “Em particular, à necessidade crescente de profissionais com competências específicas para sistemas integrados em dispositivos eletrónicos (Embedded Systems), por exemplo em automóveis, indústria aeroespacial, entre outros”, refere-se no comunicado.

As inscrições já estão abertas e as candidaturas podem ser submetidas a partir do site www.apostaremti.pt, até ao dia 28 de janeiro de 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.