Já são conhecidos os grandes vencedores da 7ª Edição do Apps for Good Portugal, a maior competição nacional pela melhor aplicação criada por jovens para resolver problemas sociais, cuja final voltou a ter como palco a Fundação Calouste Gulbenkian.

Na edição deste ano da competição foram atribuídos 11 prémios, com a RestaurArt, criada por jovens da Escola Secundária de Paços de Ferreira para facilitar a comunicação entre os profissionais do restauro de móveis e os clientes, a vencer o 1º Prémio da linha do Ensino Secundário.

Nesta categoria, o segundo e terceiro lugares foram ocupados, respetivamente, pela UniAccess da Escola Secundária da Quinta do Marquês, que quer ajudar os estudantes do ensino secundário a escolher o curso e a universidade, e pela SafeShop da Escola de Novas Tecnologias dos Açores, que dá aos consumidores a possibilidade de verificarem se um espaço comercial está lotado ou se podem dirigir-se ao mesmo para fazer as suas compras.

No evento, que poderá rever na página do CDI Portugal no Facebook, a aplicação que venceu o 1º prémio na categoria do Ensino Básico foi a MyOwn da Escola Secundária Camilo Castelo Branco em Vila Nova de Famalicão, uma app que permite identificar o dono de peças de roupa ou objetos perdidos.

Fundação Calouste Gulbenkian volta a ser o palco para a grande final da competição Apps for Good
Fundação Calouste Gulbenkian volta a ser o palco para a grande final da competição Apps for Good
Ver artigo

O segundo lugar foi atribuído à Eco Benefit da Escola Básica Irmão Passos em Matosinhos, que pretende reduzir o impacto da poluição, e o terceiro lugar à 4Planet da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, que pretende desafia os utilizadores sejam a reduzirem a sua pegada ecológica, adotando comportamentos sustentáveis.

A aplicação UpCM do Colégio Militar, que tem como objetivo facilitar a troca, venda e doação de fardas, venceu o Prémio do Público e o Prémio Jovem Aluna.PT foi atribuído à aluna Evina Pimenta da aplicação 11 Fontes.

O Prémio Tecnológico foi entregue à aplicação AquaSaver da Escola Secundária da Maia, o Prémio Cooler Planet à app Movel4You da Escola Secundária de Paços de Ferreira e o Prémio Future Up foi atribuído à aplicação Green Tasks.

O evento final contou também com as presenças de Valerie Hannon, Consultora da OCDE no projeto Educação 2030, de João Costa, Secretário de Estado da Educação, de José Vitor Pedroso, Diretor-Geral da Educação, e de João Baracho, Diretor-Executivo do CDI Portugal.

As 22 equipas finalistas foram selecionadas pelo júri durante os três encontros regionais que se realizaram entre junho e julho deste ano e que contaram com a presença de cerca de 170 equipas. O júri que avaliou as aplicações e que fez a entrega dos prémios foi constituído por representantes dos parceiros do programa, como Sandra Aparício da Galp, António Silva da Direção-Geral da Educação, Patrícia Freixo do BNP Paribas, José Pedro Abrantes da REN, Daniel Freitas da Fundação Altice, Snezana Djurisic da OutSystems, ou Bernardo Sousa do Portugal Digital.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.