As empresas de sectores de baixa tecnologia representam 61,2% do tecido empresarial estabelecido em Portugal, dando emprego a 57% dos trabalhadores, de acordo com uma análise do Centro de Relações Laborais (CRL) aos quadros de pessoal relativos a 2016.

Os mesmos dados indicam que os sectores de alta e média alta tecnologia representavam 1,8% do número total de empresas no país, reunindo 5,6% do número de trabalhadores.

As informações, citadas pelo Diário de Notícias, constam do Relatório sobre Emprego e Formação de 2017, e referem ainda que a percentagem de trabalhadores mantém-se ou cresce, entre 2008 e 2016, em todas estas categorias, “mas o peso das empresas de alta e média-alta tecnologia regista um decréscimo entre 2013 e 2015”.

De acordo com o relatório, o peso das empresas com fatores competitivos avançados aumenta até 2012 e depois diminui bastante entre 2013 e 2015, para voltar a aumentar ligeiramente no último ano, enquanto "nas indústrias de baixa tecnologia verificou-se precisamente o contrário", refere-se.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.