Tecnologias como segurança na nuvem e bases de dados autónomas são amplamente valorizadas e implementadas pelos decisores, hoje em dia. A Inteligência Artificial (IA) é apontada como o próximo grande foco, mas há inovações tecnológicas que parecem menos compreendidas e, por sua vez, são menos adotadas, revela um estudo da Oracle apresentado durante o evento Open World.

No estudo, perguntou-se a decisores de vários países, como Alemanha, França, Holanda, Reino Unido ou China, qual a importância de uma tecnologia para o sucesso da sua empresa e se já a tinham adotado. E nem sempre as duas coisas coincidiram.

A maioria dos decisores empresariais reconhece a segurança na nuvem como a tecnologia mais promissora para mudar as indústrias - e realmente entregar serviço -, refletindo um foco continuado na proteção de dados.

As bases de dados autónomas são apontadas como a segunda tecnologia inovadora mais importante pelas equipas de negócio, muito provavelmente devido à necessidade de lidar cada vez mais com grandes volumes de dados, sublinha a Oracle. São também a tecnologia que tem tido mais repercussão nos media, aumentando o interesse das pessoas.

Já os Chatbots parecem não ter caído em graça, sendo a tecnologia que os decisores estão menos interessados em ouvir falar. Mesmo assim, mais de metade das empresas inquiridas já implementou este recurso. No geral, acontece o contrário com a Inteligência Artificial: é altamente avaliada, mas depois tem a maior diferença no que o reconhecimento diz respeito, com taxas baixas de implementação.

A Rússia e a Polónia registam as maiores diferenças entre reconhecer a importância das tecnologias e implementá-las dentro nos seus negócios, apontam os resultados do estudo.

A Rússia e a Polónia registam as maiores diferenças entre reconhecer a importância das tecnologias e implementá-las dentro nos seus negócios. Na Índia, Tailândia e Emirados Árabes Unidos parece funcionar de forma inversa, já que são países que registam as médias diferenciais mais baixas.

A primeira edição do Oracle OpenWorld Europe decorreu durante os dias 16 e 17 em Londres, Reino Unido. Aquele que foi o primeiro evento do género da gigante tecnológica fora dos Estados Unidos reuniu mais de 10 mil profissionais no espaço ExCel, que puderam assistir a mais de 70 keynotes e visitar uma extensa área de exposição, marcada por soluções baseadas na nuvem e com capacidades de machine learning e Inteligência Artificial.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.