Estabilização física de três eixos: é esta a “palavra-chave” para as principais vantagens que nos trazem os estabilizadores para câmaras digitais, também apelidados de gimbals como no caso dos modelos que se destinam aos smartphones.

Quem passa bastante tempo a captar vídeo com uma câmara digital, seja ela uma câmara de sistema compacto ou uma pequena reflex (para os modelos maiores os sistemas de estabilização são já um pouco mais avançados que os que estão na galeria abaixo…), sabe do que estamos a falar.

Este é um acessório determinante para que seja possível captar vídeo em movimento com a estabilização desejada (e que é perfeitamente notória nos resultados finais). Mesmo a própria câmara ou a objetiva conte com um sistema de estabilização por hardware, as cenas que não permitem utilizar um tripé, por exemplo, requerem este tipo de estabilização.

E requerem também que a câmara possa ser manuseada tal como se estivesse perfeitamente instalada nas nossas mãos. Nestes casos, a estabilização vai mais longe. Tal como vemos nas gimbals instaladas nos drones, por exemplo, existem motores que, associados a software e aplicações, conseguem “gerir” da melhor forma o modo como colocam a câmara. Objetivo: estabilização máxima da câmara, nitidez máxima nos vídeos.

Depois, num capítulo mais prático e à parte das funcionalidades que cada modelo do lote acima disponibiliza, há que dar atenção ao peso e às dimensões, isto no momento da escolha do melhor estabilizador do género para a nossa câmara. E de duas formas diferentes: é preciso atentar nas características físicas da câmara, que determinam as características físicas também do gimbal.

Isto é o mesmo que dizer que devemos considerar o peso da câmara a utilizar e em função disso selecionar um estabilizador capaz de suportar esse peso, ao mesmo tempo que os adaptadores e respetivos encaixes sejam compatíveis com a dita câmara. Por outro lado, a ergonomia é importante, principalmente se a soma dos pesos for considerável e se for suposto estar várias horas a captar vídeo.

É tudo uma questão de que câmara vamos usar e para filmar o quê. Analisadas essas condições, cada um dos cinco modelos acima pode ser um “companheiro” fantástico. Estão ordenados do mais barato para o mais caro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.