A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) abriu concursos para a atribuição de 20 bolsas de estágio em quatro organizações científicas internacionais: Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), a Agência Espacial Europeia (ESA), o Observatório Europeu do Sul (ESO) e o Laboratório Europeu de Biologia Molecular (EMBL). O prazo de candidaturas varia consoante os casos, podendo ser até 30 de novembro ou até 16 de dezembro.

Os estágios destinam-se a candidatos licenciados ou mestres, com grau obtido há menos de seis anos, e doutorados, com grau obtido há menos de três anos. Quanto às áreas científicas terão de estar enquadradas nos domínios em que a competência dessas organizações internacionais é internacionalmente reconhecida, como engenharia, ciências naturais e informática, gestão, transferência de tecnologia e inovação.

Os interessados em participar podem formalizar as candidaturas até 30 de novembro de 2019, no caso dos estágios do CERN, enquanto que para os estágios na ESA, ESO e EMBL, o período é até 16 de dezembro de 2019.

No comunicado enviado às redações, a FCT explica que estes estágios tecnológicos têm como objetivo "dar aos candidatos uma oportunidade de realizarem formação avançada em instituições científicas de referência, com quem Portugal tem acordos". Pretende-se assim que os candidatos desenvolvam um plano de formação complementar (on-the-job training) em domínios tecnológicos estratégicos para o aumento da competitividade das empresas portuguesas.

O número de vagas é também ele diferente dependendo das instituições, sendo o CERN e a ESA as que têm mais para oferecer, neste caso oito vagas, enquanto o ESO e o EMBL têm apenas duas. Estas oportunidades de formação têm a duração máxima de dois anos e realizam-se ao abrigo dos acordos celebrados pela FCT com o CERN, a ESA, o ESO e o EMBL.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.