O museu redesenhou a coleção online e dá agora acesso a cerca de 4 milhões e meio de objetos e mais de dois milhões de registos, que podem ser pesquisados de forma mais simples e intuitiva. O trabalho complementa as diversas iniciativas que o British Museum tem vindo a desenvolver online, como as visitas virtuais a algumas galerias, a participação no projeto Google Arts & Culture e até o canal do YouTube onde os seus curadores partilham todas as semanas as experiências de organizar coleções e recuperar peças no museu.

Através da coleção online pode agora descobrri novas peças, preparadas para dar mais proximidade ao visitante, com as imagens de alta definição a poderem ser aumentadas e examinadas em detalhe, numa coleção que tem peças com mais de dois milhões de anos de história que cobrem os seis continentes.

De alguns dos primeiros objetos criados pelo homem a obras de artistas contemporâneos, a escolha é vasta, e há também algumas coleções preparadas pelos curadores, abarcando temas como o desejo, amor e identidade, ou a morte e memória, mas também organizados por áreas geográficas como a coleção das américas e da China.

Se precisar de ajuda há um guia para ajudar a explorar a coleção online, mas a nossa sugestão é que não se fique por aqui e que parta também à descoberta de muitos outros recursos online, alguns feitos especialmente para acompanhar o currículo escolar ou satisfazer a curiosidade sobre como eram mumificados os egípcios, ou o que comiam e bebiam os romanos, por exemplo.

British Museum

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.