Se antigamente era possível organizar os videojogos nas prateleiras, arrumadinhos por ano, ordem alfabética ou plataforma, a entrada na era digital tornou bem confuso saber onde estão os nossos títulos. A Steam é a principal montra do catálogo digital, mas os fabricantes de consolas e mesmo algumas editoras já disponibilizam os seus serviços, como o GoG, o UPlay, a Battle.net e o Origin, para referir alguns, tornando difícil organizar os jogos.

É nesse contexto que surge a plataforma RAWG, que embora esteja em testes beta, já permite criar um perfil e construir uma base de dados de jogos. Sejam eles físicos ou digitais, se existem podem ser adicionados, significando que até os títulos de plataformas descontinuadas podem ser adicionados.

A vantagem do RAWG é que está ligado ao sistema de APIs dos principais serviços de distribuição digital como o Steam e o GoG, das consolas PS4, Xbox One e Switch, assim como das plataformas mobile App Store e Google Play. Para isso basta colocar o link das respetivas contas no registo no site.

A plataforma mantém uma extensa base de dados, em permanente crescimento, criando fichas de jogos únicas com diferentes informações. No perfil do utilizador são traçadas diversas estatísticas, referindo os jogos que está a jogar, aqueles em que chegou ao fim ou que pretende jogar. Além disso pode classificar os respetivos jogos e deixar feedback para os interessados em receber mais informações.

Os utilizadores podem depois partilhar as suas coleções com a comunidade e estabelecer amizades com outros utilizadores.

Um dos incentivos da equipa do RAWG é dar destaque não só aos grandes lançamentos, mas também às propostas indie que chegam às centenas diariamente às suas lojas.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.