A Samsung é uma das últimas empresas a aproveitar a febre das criptomoedas para capitalizar o seu negócio. No entanto, em vez de minerar, a gigante tecnológica vai investir no desenvolvimento de chips ASIC, que são frequentemente utilizados em estruturas de mineração.

Popularidade das criptomoedas está a fazer subir preço das placas gráficas em flecha
Popularidade das criptomoedas está a fazer subir preço das placas gráficas em flecha
Ver artigo

"A Samsung está envolvida na criação de chips para a mineração de criptmoedas. Contudo, ainda não podemos revelar mais detalhes acerca do projeto", comentou um porta-voz da gigante tecnológica em declarações ao portal TechCrunch.

Apesar de não ter experiência no segmento, a Samsung já produz chips de memória de alta capacidade para placas gráficas integradas em computadores de gaming, que são frequentemente utilizados na mineração de criptomoedas.

O fabrico de chips ASIC é neste momento dominado por empresas chinesas, como a Bitmain e a Canaan Creative. Os chips são, no entanto, vendidos com a marca da taiwanesa TSMC, que, de acordo com algumas estimativas, pode ter lucrado cerca de 300 milhões de dólares com a comercialização destes componentes.

Em comparação com o volume total de negócios da Samsung, este valor é diminuto. Recorde-se que a empresa  arrecadou 69 mil milhões de dólares em receitas apenas com a venda de chips no último trimestre de 2017.

Pode conhecer mais sobre a unidade de processadores da fabricante sul-coreana e ficar a par dos mais recentes desenvolvimentos nesta área através do endereço www.samsung.com/semiconductor.

tek samsung site chips

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.