Numa altura em que ficar por casa a maior parte dos dias é o novo "normal" para muitos portugueses, as videochamadas são várias vezes a escolha para manter as conversas com amigos, familiares e colegas de trabalho. Neste artigo reunimos várias aplicações e ferramentas online que o ajudam a estar "ligado" mesmo em isolamento social, independentemente das razões, sejam elas profissionais ou pessoais.

Desde a plataforma Zoom, cuja app já está nas tendências, aos típicos Hangouts, as sugestões pretendem ajudá-lo a continuar a manter contacto com os colegas e amigos, mas sem correr riscos de ficar infetado ou de infetar alguém com o novo Coronavírus. Para além disso, as redes sociais Facebook, Instagram e WhatsApp têm também funcionalidades que permitem realizar videochamadas, sendo, no entanto, mais limitadas.

Conheça as sugestões de serviços de videochamada.

Falar por videochamada e através de mensagens até 50 pessoas com o Zoom

O Zoom combina a videoconferência na nuvem, reuniões online, mensagens de grupoe uma solução de sala de conferências em software numa única plataforma, tanto online como em mobile.

Em Portugal, e como plataforma de ensino à distância, é disponibilizada pela Unidade de Computação Científica Nacional da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT-FCCN). Ideal para grupos com muitas pessoas, o sistema permite que até 50 pessoas estejam a conversar na plataforma.

Tratando-se de um sistema de videoconferência com áudio, vídeo e chat, a plataforma possibilita ainda a partilha de ecrã, documentos e aplicações multimédia. Para além disso, os utilizadores podem ainda troca mensagens entre participantes por instant messaging.

Caso não queira perder nada do que foi dito na videochamada, pode gravar as sessões na plataforma ou na cloud, com possibilidade de download. Quanto às possíveis contas, para além dos estudantes de escolas e universidades, existem duas.

A conta básica permite realizar um número indeterminado de reuniões com um limite máximo de 50 participantes e de 40 minutos por reunião. Já a premium torna possivel a realização de um número indeterminado de reuniões com limite máximo de 50 participantes, sem limite de duração.

A plataforma está disponível no site oficial, mas também na App Store e na Google Play Store.


Está a trabalhar em casa? Mantenha o contacto com os colegas através da Join.me

Se precisa de manter o contacto com a sua equipa de trabalho mesmo à distância, o Join.me pode ser uma útil ferramenta. Além de videochamadas, poderá também partilhar o seu ecrã e até usar um quadro branco virtual para apontar todas as ideias úteis.

Devido à pandemia de Coronavírus (COVID-19), o teletrabalho tornou-se na realidade diária de muitos trabalhadores. As reuniões através de videoconferência tornaram-se, assim, numa forma de manter o contacto. À semelhança do Zoom da Microsoft, o Join.me é uma ferramenta online que promete manter a comunicação entre membros de uma equipa mesmo à distância.

A ferramenta de videoconferência é especialmente direcionada para equipas mais pequenas, permitindo a participação de 10 utilizadores por reunião. Com uma interface simples e organizada, o Join.me permite a partilha de ecrã com os participantes. A ferramenta dispõe também de uma espécie de quadro branco virtual onde os membros de uma equipa podem fazer brainstorming ou apontar ideias úteis.

Os utilizadores do browser Google Chrome podem instalar a extensão do Join.me para facilitar o acesso à ferramenta. A pensar em quem prefere participar numa videochamada através do smartphone, o Join.me disponibiliza também uma aplicação mobile para Android e iOS.

Além de um plano grátis, a ferramenta online tem opções pagas, as quais são mais orientadas para grandes empresas, permitindo, por exemplo, fazer uma videochamada com 250 participantes. Para começar a uma reunião precisa apenas de criar uma conta no wesbite do Join.me. Uma vez registado, precisa apenas de enviar o link da videochamada aos membros da sua equipa.


Conversar e jogar com os seus amigos. Com a app Houseparty é possível fazer a "festa" em casa

Um dos jogos permite, por exemplo, testar as suas capacidades de desenho com os amigos em videochamada.

Nestes dias em que muitos portugueses têm optado por ficar em casa, o habitual café com os amigos ou encontros de família têm sido substituídos por videochamadas. A aplicação Houseparty é uma boa opção para quem quer manter a conversa em dia e, ao mesmo tempo, divertir-se, com a app a permitir jogar com as pessoas com quem está a fazer videochamadas.

Já que o WhatsApp tem como limite quatro pessoas numa videochamada, a app HouseParty permite que mais pessoas possam conversar numa única aplicação. Por outro lado, mais do que conversar, pode jogar com os seus amigos ou familiares.

Desde quizzes a jogos de desenhos, as opções em cima da mesa são quatro. Para isso basta clicar no ícone dos dados, no canto superior direito da aplicação, e aventurar-se com os seus amigos ou familiares.

A aplicação é gratuita e está disponível na Google Play Store e na App Store.


Google Duo: a app da Google videochamadas até oito pessoas

A aplicação de videochamadas da Google já foi considerada o Facetime para Android e desde o início de março que tem uma versão de vídeo em HD, mas apenas para quem tem 5G. 

A app  tem vindo a ser melhorada e suporta chamadas de grupo, até oito pessoas, permitindo ligar utilizadores de Android e iOS, no telemóvel e no computador. Tal como num atendedor pode deixar mensagens de vídeo, mesmo com baixa luminosidade consegue gravar a imagem, mas se pretender pode também fazer chamadas apenas de voz.

A aplicação é uma alternativa ao WhatsApp ou ao Messenger do Facebook e pode ser descarregada gratuitamente da loja Google Play para Android, e da App Store para iOS.


Veedeeo é um sistema de tradução automática para videoconferências

A solução está integrada na solução cloud da empresa e dispensa plugins ou instalações adicionais de software. A empresa garante 95% de precisão nas mais de 120 línguas suportadas.

A empresa portuguesa VeeDeeo lançou uma solução de tradução automática para videochamadas para reuniões, por exemplo, com suporte a 120 línguas sem necessidade de interprete. A empresa garante legendas automáticas na língua definida, com um grau de precisão a rondar os 95%. O objetivo é reunir equipas, clientes e parceiros numa videoconferência, cada um a falar na sua língua nativa.

Segundo é explicado, a tradução automática pode ser ativada na sala virtual criada para a sessão de videoconferência, bastando a cada participante definir o seu idioma. O sistema tem como base a tecnologia speech-to-text da Google, que utiliza IA e machine learning para detetar e transcrever a voz. A Veedeeo permite diferentes cenários de conversação, como vídeo-reuniões, 1-on-1 e multiponto.

tek veedeeo

Carlos Tavares, o CEO da Veedeeo, acredita que a ferramenta é uma mais-valia ao nível de empresas com negócios e escritórios no estrangeiro, agilizando a comunicação entre os intervenientes, quando estes são nativos de outros países.

A Veedeeo pode ser testado de forma gratuita através de uma inscrição no seu site oficial.


Mantenha-se em contacto com os colegas, amigos e familiares através do Hangouts

Pode falar com até 25 pessoas nas vídeochamadas, mas na plataforma que requer uma conta Google pode ainda trocar mensagens ou chamadas telefónicas.

O Google Hangouts foi anunciado pela primeira vez em março de 2017 e desde então tem sofrido algumas alterações. Atualmente o serviço permite fazer videochamadas, chamadas telefónicas e trocar mensagens, desde que tenha uma conta do Google.

Sincronizando automaticamente com os seus contactos do gmail, a plataforma permite conversas de mensagens até 150 pessoas. Já as videochamadas podem ter até 10 participantes ou 25, no caso das contas de negócios e educação.

O serviço da Google está disponível na versão web e mobile, para Android e iOS.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.