Um pouco como as festas e romarias populares, também a Noite Europeia dos Investigadores tem data fixa e todos os anos regressa na mesma altura (4ª sexta-feira de setembro) para aproximar público e ciência.


Desde 2005, data de estreia, a iniciativa - financiada pela Comissão Europeia - não tem parado de crescer e o número de organismos que se associam é cada vez maior. É assim na Europa e é também assim em Portugal. Em toda a UE, divulga o site oficial, realizam-se esta noite 800 eventos em 320 cidades de 32 países.


Em Portugal existem eventos programados para 16 cidades, de norte a sul passando pelas ilhas, ou neste caso pela ilha, já que apenas o Funchal tem um evento em agenda para esta edição 2011 da Noite Europeia dos Investigadores.

[caption]Nome da imagem[/caption]

No site oficial é possível conhecer todas as propostas e descobrir aquelas que estão mais próximas. Como sublinha a organização, para participar não precisava de ter como sonho de criança ser um Niels Bohr ou uma Marie Curie. Curiosidade aguçada e vontade de aprender mais sobre ciência são motivações suficientes.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Aqui no TeK deixamos nota para alguns dos eventos em agenda, num esforço para abrir o apetite relativamente a estas propostas de entrada no fim de semana. Começando pela capital, há a destacar dois eventos: em Belém e no Parque das Nações.


No Instituto de Investigação Científica Tropical o programa desenrola-se a partir das 20 horas e até à meia-noite. Ateliers de ciência, exposições e um café ciência são os eventos programados.



No Pavilhão do Conhecimento a programação é extensa e inicia-se às 18 horas. Participar numa prova de vinhos que ajuda a descobrir sabores, responder a um quiz sobre Marie Curie, ouvir a orquestra metropolitana de Lisboa, ver stand-up comedy com Bruno Nogueira ou um RAP cientifico com Rui Unas são algumas propostas de um programa tão abrangente que até contempla a transmissão em direto do jogo Porto-Benfica.


No Porto os cientistas mostram atividades na Reitoria da Universidade do Porto e no Planetário. Na Universidade as atividades começam às 15 horas e estendem-se até ao fim do dia. Quem por lá passa pode participar em encontros rápidos com investigadores (speed dating), em diversas atividades tipo mãos na massa - como lhes chama a organização -, num laboratório das estrelas ou em atividades desportivas, onde se incluem slide, rappel, entre outras.

[caption]Nome da imagem[/caption]

Descobrir o sistema solar, observar as estrelas e ouvir experiências de cientistas são por seu lado as propostas à mão de quem passar pelo Planetário do Porto.


Bragança é a cidade mais interior do país com atividades agendadas para esta Noite Europeia dos Investigadores. Quem passar pelo Edifício Principal do Centro Ciência Viva de Bragança a partir das 21 horas vai poder ouvir declamar poesia alusiva à química e assistir à demonstração de um conjunto de experiências e projetos na mesma área. A área alimentar é uma das visadas nas demonstrações preparadas para o público.




No centro do país vale a pena destacar Coimbra, que terá iniciativas a decorrer em três locais distintos. No Exploratório de Coimbra, por exemplo, os mais novos são os principais destinatários de uma programação que propõe a confeção e degustação de produtos de cozinha saudável, com atividades interativas na ilha da nutrição e uma tertúlia. A fechar o dia os curiosos da ciência com idades entre os 7 e os 10 anos podem passar a noite no espaço e participar num conjunto adicional de atividades. Na cidade desenrolam-se também iniciativas no Museu da Ciência e no Centro Ciência Viva Rómulo de Carvalho.


A sul há 4 investigadores que prometem animar a noite no centro Ciência Viva de Lagos com as histórias que fazem as suas carreiras na área da biologia, antropologia biológica, paleontologia e zoologia. Perceber o que é possível descobrir através de um osso, como seguir o rasto a pistas sobre dinossauros, ou conhecer mais sobre a vida dos morcegos dão mote a intervenções.


Para além das cidades que destacámos, contam com iniciativas para assinalar a Noite Europeia dos Investigadores Olhão, Lousal, Estremoz, Sintra, Alcanena, Constância, Proença-à-Nova, Aveiro, Santa Maria da Feira e Vila do Conde.


Escolas por todo o país juntam-se a estas e outras iniciativas, a propósito da data. Como habitualmente fica por isso o convite a mais sugestões de atividades, que pode deixar na nossa caixa de comentários.

Escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.